Login: Senha:

 


 
Relação de Cursos do Programa

 

 

 
  • Curso
  • Períodos: curso e inscrição
  • Ementa
  • Bibliografia
  • Critérios para Ingresso


Curso: Ansiedade Social e Didática

Responsáveis: JOSE CARLOS FERNANDES GALDURÓZ , MONICA LEVY ANDERSEN

Carga horária prática: 5 - Carga horária teórica: 10

Total de Créditos: 1

Período de Inscrição:

De: 1/2/2016 - Até: 28/2/2016


Período do Curso:

De: 29/2/2016 - Até: 3/3/2016

Horários: : De: 12:00hs - Até: 14:00hs

Dia(s): Segunda,Terça,Quarta,Quinta

Local: Anfiteatro Brasil Tufik e Sala de Aula Jandira Masur do Departamento de Psicobiologia



 

Objetivos

 

Este curso pretende abordar conceitos básicos sobre entendimento das condutas ansiedade social não-patológica e patológica (fobia social). Estudar os mecanismos psicobiológicos envolvidos e formas para diminuir esse tipo de ansiedade. Também se pretende fornecer subsídios para contornar a ansiedade social em situações de exposição tais como falar em público (ministrar aulas/palestras). Mostrar os tratamentos disponíveis quando a ansiedade é patológica.

 

Aviso importanteatenção que apenas a aula do dia 02/03/2016 será realizada na Sala de Aula Jandira Masur do Departamento de Psicobiologia - Rua Botucatu 862 Edifício de Ciências Biomédicas 1º. andar Bairro Vila Clementino CEP 04023-062 São Paulo SP Brasil.

 

 

Ementa

 

Conceitos básicos sobre entendimento das condutas ansiedade social não-patológica e patológica (fobia social). Mecanismos psicobiológicos envolvidos e formas para diminuir esse tipo de ansiedade. Subsídios para contornar a ansiedade social em situações de exposição tais como falar em público (ministrar aulas/palestras). Tratamentos disponíveis quando a ansiedade é patológica.

 

 

Conteúdo Programático

 

Aula 1: Conceitos psicobiológicos sobre ansiedade social patológica e não-patológica

 

Aula 2: Ansiedade atividades da teoria à prática

 

Aula 3: Seminário: Apresentação de situações-problema

 

Aula 4: Discussão de casos final

 





 

Bibliografia

 

Cem Bilhões de Neurônios. Lent R, 2ª Editora: Atheneu.

 

Ciência: da filosofia à publicação. Volpato G. Editora Cultura Acadêmica, 6ª edição, 2013.

 

Qual é a tua obra? - Inquietações Propositivas Sobre Ética, Liderança e Gestão.  Cortella MS. Editora: Vozes.

 

Ousar Falar em Público: Os Segredos da Boa Comunicação, Muller MF. Editora Vozes, 2011.

 





 

Outras informações relevantes

 

Público alvo: 20 vagas destinadas a estudantes de pós-graduação matriculados no Programa de Psicobiologia, em outros programas da Unifesp ou em programas de outras instituições ou, ainda, estudantes em período probatório e ouvintes, enquanto houver disponibilidade de vagas. Pré-requisitos: não há. Curso obrigatório: não. Curso optativo: sim

 

Local do curso:

 

.       Dias 29/02, 01/03 e 03/03/2016 = Anfiteatro Brasil Tufik do Departamento de Psicobiologia – Rua Napoleão de Barros 925 Térreo Bairro Vila Clementino 04024-002 São Paulo SP Brasil

 

.       Dia 02/03/2016 = Sala de Aula Jandira Masur do Departamento de Psicobiologia - Rua Botucatu 862 Edifício de Ciências Biomédicas 1º. andar Bairro Vila Clementino CEP 04023-062 São Paulo SP Brasil

 





  • Curso
  • Períodos: curso e inscrição
  • Ementa
  • Bibliografia
  • Critérios para Ingresso


Curso: Aprendendo Psicobiologia com o Cinema

Responsável: JOSE CARLOS FERNANDES GALDURÓZ

Carga horária prática: 15 - Carga horária teórica: 15

Total de Créditos: 2

Período de Inscrição:

De: 1/5/2016 - Até: 31/5/2016


Período do Curso:

De: 2/6/2016 - Até: 7/7/2016

Horários: : De: 14:00hs - Até: 18:00hs

Dia(s): Quinta

Local: Anfiteatro Brasil Tufik do Departamento de Psicobiologia



 

Objetivos

 

Geral: atualizar conceitos fundamentais da psicobiologia, ilustrando-os com filmes do circuito comercial com a finalidade de sedimentar esses conceitos.

 

Específico: estudo psicobiológico das psicoses, transtornos bipolares, ansiedade, agressividade, memória, demências, sono e dependência de drogas.

 

 

Ementa

 

Estrutura do curso: as atividades iniciam-se com cerca de 60 minutos de aula teórica sobre o tema do dia. Logo após haverá a projeção de Filme relacionado ao tema. Discussão e complementação teórica.

 

 

Dia - Aula

 

 

Conteúdo Programático

 

 

Coordenadores

 

 

02/06 – Aula 01

 

 

Transtornos Bipolares

 

José Carlos Fernandes Galduróz / Vânia D’Almeida

 

 

09/06 – Aula 02

 

 

Psicoses

 

José Carlos Fernandes Galduróz

 

 

16/06 – Aula 03

 

 

Memória

 

 

Sabine Pompéia

 

23/06 – Aula 04

 

 

Dependência de Drogas

 

 

Ana Regina Noto Faria / Denise De Micheli Avallone / Emérita Sátiro Opaleye

 

 

30/06 – Aula 05

 

 

Distúrbios do Sono

 

 

Monica Levy Andersen / Lia Rita Azeredo Bittencourt / Débora Cristina Hipólide

 

07/07 – Aula 06

 

 

Transtornos da Ansiedade

 

José Carlos Fernandes Galduróz / Deborah Suchecki

 





 

Bibliografia

 

Baddeley, A. Human Memory: theory and practice. Revised ed. Hove: Psychology Press, 1999. 423p.

 

Bloom, F. E.; Cooper, J. R.; Roth, R. H. The Biochemical Basis of  Neuropharmacology. 8th Editora Oxford University Press, USA - 2002. 400p.

 

Graeff, F.G.; Guimarães, F. S. - Fundamentos de Psicofarmacologia. São Paulo. Atheneu Editora – 2ª. edição 2012. 275p.

 

Hardman, J.; Limbird, L.E.; Gilman, A.G. -  As Bases Farmacológicas da Terapêutica. 10ª. Edição. Rio de Janeiro. McGraw-Hill Interame, 2003. 1671p.

 

Kandel, E. R.; Scwartz, J. H.; Jessel, T. M. Princípios da Neurociência. 4ª. Edição. Barueri: Manole, 2003.

 

Kryger, M. H.; Roth, T.; Dement, W. C. Principles and Practice of Sleep Medicine. 5a. Edição - Philadelphia. Editora W.B. Saunders, 2011. 1723p.

 

Lent, R. Cem Bilhões de Neurônios: conceitos fundamentais de neurociências. São Paulo. Atheneu, 2a.  Edição, 2010. 684p.

 

Schatzberg, A.F.; Nemeroff, C.B. The American Psychiatric Press Textbook of Psychopharmacology. 3a. Edição - Washington. American Psychiatric Press, 2004. 1248p.

 

Seibel, S.D. Dependência de Drogas. São Paulo: Editora Atheneu, 2ª. Edição - 2010. 1150p.

 

Stahl, S.M. Psicofarmacologia: Bases Neurocientíficas e Aplicações Práticas. 3ª. Edição. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2010.

 

Tufik, S. – Medicina e Biologia do Sono. 1ª. Edição – São Paulo – Editora Manole, 2008 – 483p.

 





 

Outras informações relevantes

 

Público alvo: 40 vagas destinadas a estudantes de pós-graduação matriculados no Programa de Psicobiologia, em outros programas da Unifesp ou em programas de outras instituições ou, ainda, estudantes em período probatório e ouvintes, enquanto houver disponibilidade de vagas. Pré-requisitos: não há. Curso obrigatório: não

 

Local do curso: Anfiteatro Brasil Tufik- Rua Napoleão de Barros 925 Bairro Vila Clementino São Paulo SP Brasil

 





  • Curso
  • Períodos: curso e inscrição
  • Ementa
  • Bibliografia
  • Critérios para Ingresso


Curso: Aspectos Práticos Neurológicos da Medicina do Sono

Responsável: FERNANDO MORGADINHO SANTOS COELHO

Carga horária prática: 5 - Carga horária teórica: 10

Total de Créditos: 1

Período de Inscrição:

De: 1/3/2016 - Até: 31/3/2016


Período do Curso:

De: 9/4/2016 - Até: 10/4/2016

Horários: : De: 08:00hs - Até: 19:00hs

Dia(s): Domingo,Sábado

Local: Anfiteatro Brasil Tufik do Departamento de Psicobiologia



Comunicado super importante: atenção que em caráter excepcional o acesso ao Anf.Brasil Tufik será feito exclusivamente pela garagem do prédio (R.Loefgreen 1900) e mediante apresentação de documento de identidade na recepção, para conferência do nome na lista de alunos matriculados, em virtude do horário diferenciado.

 

Endereço da garagem do prédio do Anfiteatro Brasil Tufik: Rua Loefgreen 1900 (esquina com a Rua Napoleão de Barros 925).

 

Atenção aos Horários do Curso: das 08h às 19h (dia 09/04/2016 - Sábado) e das 09h às 13h (dia 10/04/2016 - Domingo).

 

Objetivos

 

O aluno deverá desenvolver os conhecimentos e habilidades de diagnóstico e tratamento dos aspectos neurológicos na Medicina do Sono. O curso aborda principalmente aspectos neurológicos de Medicina do Sono. Dessa forma, o aluno da pós-graduação terá contato durante todo o curso com profissionais capacitados e experientes em Medicina do Sono, além de aulas com o professor responsável pela disciplina.

 

 

Ementa

 

Histórico e Classificação Internacional dos Distúrbios do Sono.

 

Métodos diagnósticos em Medicina do Sono.

 

Insônia.

 

Visão neurológica dos Distúrbios Respiratórios do Sono.

 

Parassonias do Sono NREM e REM e a interação com doenças neurológicas.

 

Hipersonias primárias  e secundárias.

 

Doenças neurológicas e Medicina do Sono.

 


 

Conteúdo Programático

 

Dia 02/04/2016 - Aula 1 – Teórica

Das 08h às 09:30h - Classificação Internacional dos Distúrbios do Sono e Métodos diagnósticos em Medicina do Sono.

 

Dia 02/04/2016 - Aula 2 – Teórica

Das 10h às 11h – Insônia

 

Dia 02/04/2016 - Aula 3 – Teórica

Das 11h às 12h - Visão neurológica dos Distúrbios Respiratórios do Sono.

 

Dia 02/04/2016 - Aula 4 – Teórica

Das 13h às 15h - Parassonias do Sono NREM e REM e a interação com doenças neurológicas.

 

Dia 02/04/2016 - Aula 5 – Teórica

Das 15h às 17h - Hipersonias primárias e secundárias.

 

Dia 02/04/2016 - Aula 6 – Prática

Das 17h às 19h – Análise crítica do filme “In side out” (Divertidamente)

 

Dia 03/04/2016 - Aula 7 – Teórica

Das 09h às 11h - Doenças neurológicas e Medicina do Sono.

 

Dia 03/04/2016 - Aula 8 – Prática e Avaliação

Das 11h às 13h – Discussão de casos clínicos e Avaliação

 





 

Bibliografia

 

AVC e Sono. Fernando Morgadinho e Brian Murray. 1ª edição 2014.  Editora Manole, São Paulo.

 

Principles and Practice of Sleep Medicine. Meir H. Kryger , MD, FRCPC. 5Th Edition.

 

Sono E A Medicina Do Sono. Teresa Paiva, Monica Levy Andersen e Sergio Tufik. 1ª edição 2014.  Editora Manole, São Paulo.

 





 

Outras informações relevantes

 

Público alvo: 40 vagas destinadas a estudantes de pós-graduação matriculados no Programa de Psicobiologia, em outros programas da Unifesp ou em programas de outras instituições. Pré-requisito: estudantes regularmente matriculados em programas de pós-graduação. Curso obrigatório: não. Curso optativo: sim.

 

Local do curso: Anfiteatro Brasil Tufik do Departamento de Psicobiologia – Rua Napoleão de Barros 925 Térreo Bairro Vila Clementino 04024-002 São Paulo SP Brasil.

 

Atenção aos Horários do Curso: das 08h às 19h (dia 09/04/2016 - Sábado) e das 09h às 13h (dia 10/04/2016 - Domingo)


Comunicado super importante: atenção que em caráter excepcional o acesso ao Anf.Brasil Tufik será feito exclusivamente pela garagem do prédio (R.Loefgreen 1900) e mediante apresentação de documento de identidade na recepção, para conferência do nome na lista de alunos matriculados, em virtude do horário diferenciado.

 

Endereço da garagem do prédio do Anfiteatro Brasil Tufik: Rua Loefgreen 1900 (esquina com a Rua Napoleão de Barros 925).


 





  • Curso
  • Períodos: curso e inscrição
  • Ementa
  • Bibliografia
  • Critérios para Ingresso


Curso: Bases Genéticas e Moleculares da Variabilidade Fenotípica

Responsáveis: VANIA D ALMEIDA , VANESSA GONÇALVES PEREIRA

Carga horária prática: 0 - Carga horária teórica: 75

Total de Créditos: 5

Período de Inscrição:

De: 10/3/2016 - Até: 15/4/2016


Período do Curso:

De: 29/4/2016 - Até: 10/6/2016

Horários: : De: 08:30hs - Até: 12:30hs

Dia(s): Sexta

Local: Sala de Aula Jandira Masur e Anfiteatro I da UDED do Departamento de Psicobiologia



 

Objetivos

 

Discutir os conceitos de Genética com enfoque nas descobertas recentes envolvendo controle da expressão gênica. Proporcionar aos alunos conhecimento sobre as bases moleculares que contribuem para a expressão do comportamento.

 

 

Ementa

 

Relatividade dos conceitos de gene, dominância e recessividade;

 

Splicing alternativo;

 

RNAs não codificadores;

 

Fatores que influenciam o comportamento nas doenças genéticas;

 

Variações genéticas e susceptibilidade a doenças complexas e a alterações comportamentais;

 

Mal-formações congênitas;

 

Distúrbios comportamentais e origem genética;

 

Epigenética.

 

 

Conteúdo Programático – Docente

 

 

Aula

 

 

Apresentação do curso. Conceitos fundamentais – Vânia D’Almeida e Vanessa Gonçalves Pereira

 

 

29/04

 

 

Relatividade dos conceitos de gene, dominância e recessividade; Splicing alternativo; RNAs não codificadores – Vânia D’Almeida e Vanessa Gonçalves Pereira

Atenção que esta aula do dia 06/05/2016 será realizada no Anfiteatro I da UDED: Rua Napoleão de Barros 1038

 

 

06/05

 

 

Variações genéticas e susceptibilidade a doenças complexas. Epigenética – Vânia D’Almeida e Vanessa Gonçalves Pereira

 

13/05

 

 

Apresentação de Seminários – Vânia D’Almeida e Vanessa Gonçalves Pereira

 

 

20/05

 

 

Apresentação de Seminários – Vânia D’Almeida e Vanessa Gonçalves Pereira

Atenção que esta aula de 03/06/2016 será realizada no Anfiteatro I da UDED: Rua Napoleão de Barros 1038

 

 

03/06

 

 

Avaliação final: on-line

 

 

10/06

 





 

Bibliografia- artigos

 

Badano & Katsanis. Beyond Mendel: an evolving view of human genetic disease transmission. Nature Reviews 3: 779-789.

 

Beckmann et al. Copy number variants and genetic traits: closer to the resolution of phenotypic to genotypic variability. Nature Reviews/Genetics, 8: 639-646, 2007.

 

Bodmer & Bonilla.Common and rare variants in multifactorial susceptibility to common diseases. Nature genetics 40 (6): 695-701, 2008.

 

Borel &. Antonarakis.  Functional genetic variation of human miRNAs and phenotypic consequences. Mamm Genome (2008) 19:503–509.

 

Francis S. Collins. The heritage of humanity. Nature Human Genome, suppl 2. 2006.

 

Gropman & Adams. Atypical Patterns of Inheritance. Semin Pediatr Neurol, 14:34-45, 2007.

 

Hastings et al. A microhomology-mediated break-induced replication model for the origin of human copy number variation. PLoS Genet. 2009 Jan;5(1):e1000327.

 

Henrichsen et al. Copy number variants, diseases and gene expression. Hum Molec Genet 18, Review Issue 1, R1-R8, 2009.

 

Hirschhorn & Daly. Genome-wide association studies for common diseases and complex traits. Nature Reviews vol 6: 95-108, 2005

Krueger & Morison. Random monoallelic expression: making a choice. Trends Genet 24(6):257-9, 2008.

 

Ledford  L. Human genes are multitaskers. Nature, 456 (7218): 9, 2008.

 

Lee et al. Copy number variations and clinical cytogenetic diagnosis of constitutional disorders. Nature Genetics Supplement 39, S48-S54, 2007.

 

Lupski, JR. Genomic rearrangements and sporadic disease. Nature Genetics Supplement, 39: 43S- 47S, 2007.

 

Oti et al. Phenome connections. Trends Genet 24(3):103-6, 2008.

 

Pearson, P. What is a gene? Nature 441: 399-401, 2006.

 

Sidransky E. Heterozygosity for a Mendelian disorder as a risk factor for complex disease. Clin Genet 70:275-82, 2006.

 

Turner et al. Germline rates of de novo meiotic deletions and duplications causing several genomic disorders. Nature Genetics  40(1): 90-95, 2008.

 

Zschocke J. Dominant versus recessive: molecular mechanisms in metabolic disease. J Inherit Metab Dis 31(5):599-618, 2008.

 

Sites:

http://www.ornl.gov/sci/techresources/Human_Genome/project/about.shtml

 

http://www.genome.gov/10001772

 

http://www.ornl.gov/sci/techresources/Human_Genome/faq/snps.shtml

 

http://ghr.nlm.nih.gov/handbook/genomicresearch?show=all

 

http://www.hapmap.org/

 

http://www.sanger.ac.uk/humgen/cnv/

 

http://humanparalogy.gs.washington.edu/structuralvariation

 





 

Outras informações relevantes

 

Público alvo: 12 vagas destinadas a estudantes de pós-graduação matriculados no Programa de Psicobiologia, em outros programas da Unifesp ou em programas de outras instituições ou, ainda, estudantes em período probatório e ouvintes, enquanto houver disponibilidade de vagas. Pré-requisitos: não há. Curso obrigatório: não. Curso optativo: sim

 

Local das aulas dos dias 29/04, 13/05, 20/05 e 10/06: Sala de Aula Jandira Masur do Departamento de Psicobiologia - Rua Botucatu 862 Edifício de Ciências Biomédicas 1º. andar Bairro Vila Clementino CEP 04023-062 São Paulo SP Brasil

 

Local das aulas dos dias 06/05 e 03/06: Anfiteatro I da Unidade de Dependência de Drogas – UDED - Departamento de Psicobiologia - Rua Napoleão de Barros 1038 Bairro Vila Clementino São Paulo SP Brasil

 





  • Curso
  • Períodos: curso e inscrição
  • Ementa
  • Bibliografia
  • Critérios para Ingresso


Curso: Biologia do Sono (Sono I)

Responsáveis: MONICA LEVY ANDERSEN , SERGIO TUFIK

Carga horária prática: 0 - Carga horária teórica: 75

Total de Créditos: 5

Período de Inscrição:

De: 1/2/2016 - Até: 15/2/2016


Período do Curso:

De: 15/2/2016 - Até: 30/3/2016

Horários: : De: 08:00hs - Até: 12:00hs

Dia(s): Segunda,Terça,Quarta

Local: Anfiteatro Brasil Tufik do Departamento de Psicobiologia



 

Ementa

 

A disciplina abordará aspectos históricos da Medicina do Sono, conceitos básicos em Cronobiologia e Ontogênese do ciclo vigília-sono bem como a neurobiologia e fisiologia do sono com enfoque nos principais neurotransmissores e sistemas. Ao final da disciplina os alunos deverão ser capazes de entender as definições dos estágios de sono e acordo com o padrão eletroencefalográfico, as bases neurofisiológicas e farmacológicas de uma noite de sono, bem como as consequências biológicas e os custos sociais da privação de sono.

 

 

Conteúdo Programático - Docente

 

 

Aula

 

 

Atividade

 

 

Apresentação do Curso: Sergio Tufik

 

Histórico da Biologia e Medicina do Sono

 

Sono Normal - Monica Levy Andersen

 

 

15/02/2016

 

 

Divisão grupo e entrega dos artigos (pré-selecionados pelos professores) e roteiro da avaliação

 

 

Cronobiologia - Vânia D’Almeida

 

 

17/02/2016

 

 

Prova da Aula Anterior (2 questões; valor total 1 ponto)

 

 

Ontogênese

Gustavo Antonio Moreira (Infância – Vida Adulta)

Cleusa Pinheiro Ferri (Envelhecimento)

 

 

22/02/2016

 

 

Prova da Aula Anterior (2 questões; valor total 1 ponto)

 

 

Bases Neurais - Camila Hirotsu

 

 

24/02/2016

 

 

Prova da Aula Anterior (2 questões; valor total 1 ponto)

 

 

Fisiologia do Sono - Camila Hirotsu

 

 

29/02/2016

 

 

Prova da Aula Anterior (2 questões; valor total 1 ponto)

 

 

Privação de Sono - Monica Levy Andersen

 

02/03/2016

 

 

Prova da Aula Anterior (2 questões; valor total 1 ponto)

 

 

Farmacologia - Dalva Lucia Rollemberg Poyares

 

 

07/03/2016

 

 

Prova da Aula Anterior (2 questões; valor total 1 ponto)

 

 

Estrutura do Sono em Roedores e Outros Animais - Monica Levy Andersen

 

 

09/03/2016

 

 

Prova da Aula Anterior (2 questões; valor total 1 ponto)

 

 

Genética – Vânia D’Almeida

 

 

14/03/2016

 

 

Prova da Aula Anterior (2 questões; valor total 1 ponto)

 

 

Sono entre os Gêneros - Helena Hachul de Campos

 

 

16/03/2016

 

 

Prova da Aula Anterior (2 questões; valor total 1 ponto)

 

 

Apresentação dos Artigos (Análise Crítica)

 

Atenção que atividades de 21/03/2016 – mesmo horário - serão realizadas na Sala de Aula Jandira Masur do Departamento de Psicobiologia - Rua Botucatu 862 Edifício de Ciências Biomédicas 1º. andar Bairro Vila Clementino 

 

 

21/03/2016

 

 

Prova da Aula Anterior (2 questões; valor total 1 ponto)

 

 

Apresentação dos Artigos (Análise Crítica)

 

 

23/03/2016

 

 

Prova Final (Conteúdo Completo do Curso)

 

 

30/03/2016

 





 

Bibliografia

 

American Academy of Sleep Medicine - AASM.  International Classification of Sleep Disorders 2nd Edition: Diagnostic and Coding Manual (ICSD-2). Westchester, IL, American Academy of Sleep Medicine, 2005.

 

ANDERSEN, M. L.; TUFIK, S. Animal models as ethical tools in biomedical research.  CLR Balieiro Editores, 2010. v. 1. 563 p. Capítulo: Sleep pattern in rats. p.167-194, 2004.

 

ANDERSEN, M. L.; VALLE, A. C.; IARIA, C. T.; TUFIK, S.  Implantação de eletrodos para o estudo eletrofisiológico do ciclo vigília-sono do rato. 1a Edição, São Paulo, Universidade Federal e São Paulo-UNIFESP/EPM (Editores), 2001, 62p.

 

DAL FABBRO, C; CHAVES JR., C. M.; TUFIK, S.  Bases neurais e fisiologia do sono.  In: A Odontologia na Medicina do Sono.  Dental Press (Ed). São Paulo, p.39-62, 2010

 

PAIVA, T.; ANDERSEN, M. L.; TUFIK, S.  O Sono e a Medicina do sono. 1ª. ed.  Barueri : Manole, 2014.  800p.

 

TUFIK, S. (Org.)  Medicina e Biologia do Sono. 1ª. ed.  Barueri : Manole, 2008.  483p.

 

TUFIK, S.; ANDERSEN, M. L.; BITTENCOURT, L. R. A.; MELLO, M. T.  Circadian sleep disorders. International Neurology.  Lisak RP; Truong DD; Carrol WM; Bhidayasiri R (Eds). Wiley-Blackwell, 569-570, 2009.

 

TUFIK, S; ANDERSEN, M. L.; PINTO Jr, L. Sono e Sonhos.  In: Lent R. (Ed).  Neurociência da mente e do comportamento.  Rio de Janeiro: Guanabara Koogan. p.271-285, 2008.

 

TUFIK, S; GODOI, F. R. L.; ANDERSEN, M. L.  Mecanismos de alerta e atenção e ciclo vigília-sono.  In:  Rui Curi e Joaquim Procopio de A. Filho (Ed). Fisiologia Básica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; p.336-342, 2009.

 





 

Outras informações relevantes

 

Público alvo: 60 vagas destinadas a estudantes de pós-graduação matriculados no Programa de Psicobiologia, em outros programas da Unifesp ou em programas de outras instituições ou, ainda, estudantes em período probatório e ouvintes, enquanto houver disponibilidade de vagas. Pré-requisito: não há. Curso obrigatório: sim, para os alunos matriculados na Área de Concentração SONO. Curso optativo: não.

 

Avaliação do Artigo

 

Será realizado em grupos de aproximadamente 3 alunos, sendo distribuído 1 artigo para cada grupo, o qual apresentará uma análise crítica do trabalho com enfoques na fundamentação teórica, hipótese, objetivo e métodos do estudo. Ainda, deverão incluir implicações científicas dos resultados do artigo e suas limitações, finalizando com a estruturação de um projeto científico que dê continuidade ao trabalho avaliado e contenha breve fundamentação, hipótese, objetivos e métodos.

 

Nota final será composta pela média das três avaliações (Provas ao longo da disciplina + Apresentação final + Prova Final)

 

Avisos

 

A nota para aprovação no curso SONO I é de no mínimo 7,0

 

O curso poderá ser frequentado até duas vezes, ou seja, o aluno que reprovar na primeira vez terá somente mais uma chance para obter a aprovação e, consequentemente, os créditos

 

É necessário ter aprovação no curso SONO I - com nota maior ou igual a 7,0 - para efetivar a matrícula no curso SONO II

 

A aprovação nos dois cursos – SONO I e SONO II - é requisito obrigatório para os alunos da Área de Concentração de SONO

 

Atenção que atividades de 21/03/2016 – mesmo horário - serão realizadas na Sala de Aula Jandira Masur do Departamento de Psicobiologia - Rua Botucatu 862 Edifício de Ciências Biomédicas 1º. andar Bairro Vila Clementino. 

 

Local do curso: Anfiteatro Brasil Tufik do Departamento de Psicobiologia – Rua Napoleão de Barros 925 Térreo Bairro Vila Clementino 04024-002 São Paulo SP Brasil

 





  • Curso
  • Períodos: curso e inscrição
  • Ementa
  • Bibliografia
  • Critérios para Ingresso


Curso: Cognição Humana sob a Concepção da Neuropsicologia Cognitiva

Responsáveis: MONICA CAROLINA MIRANDA , CLAUDIA BERLIM DE MELLO

Carga horária prática: 0 - Carga horária teórica: 60

Total de Créditos: 4

Período de Inscrição:

De: 1/2/2016 - Até: 26/2/2016


Período do Curso:

De: 10/3/2016 - Até: 26/5/2016

Horários: : De: 09:00hs - Até: 12:00hs

Dia(s): Quinta

Local: Sala de Aula Jandira Masur do Departamento de Psicobiologia



 

Objetivos

 

A Disciplina abordará os domínios cognitivos da atenção, memória, sensopercepção, linguagem e funções executivas (conceitos, definições e desenvolvimento), bem como os fundamentos da Neuropsicologia e suas subdisciplinas. Ênfase será dada nos princípios e práticas da Neuropsicologia Cognitiva, abrangendo os conceitos de modularidade, universalidade, etc.; os distúrbios ou disfunções cognitivas em quadros de demências, distúrbios e síndromes neurológicas; entendimento da interação contínua das experiências ambientais e sociais no desenvolvimento cognitivo do ser humano.

 

 

Ementa

 

A Neuropsicologia cognitiva investiga as estruturas e os processos da cognição humana. A neuropsicologia, atualmente, é dividida em subdisciplinas e uma delas é a Neuropsicologia Cognitiva. "A neuropsicologia cognitiva não é um tipo de neuropsicologia ... porque, para colocar o assunto em poucas palavras, neuropsicologia cognitiva é sobre a mente, enquanto a neuropsicologia é sobre o cérebro. " (Max Coltheart in Davies, 2010). Um dos principais pressupostos da neuropsicologia cognitiva é que a cognição é mediada por sistemas complexos de processamento da informação, compreendendo um número de elementos funcionalmente distintos. Assim, enquanto a neuropsicologia clássica investiga correlatos neuroanatômicos e neurofuncionais dos processos mentais, a neuropsicologia cognitiva tem duas ênfases principais: a primeira é avaliar modelos de cognição normal, explorando o seu êxito para explicar os padrões precisos de desempenho exibido por pessoas que sofrem de distúrbios da cognição. A segunda é oferecer explicações teóricas exatamente sobre o que deu “errado” em condições clínicas especificas, e o que permanece intacto nos sistemas mentais multicomponentes, responsáveis pela atividade mental relevante, nessas condições.

 

 

Conteúdo Programático (12 aulas)

 

1)     Histórico da Neuropsicologia: entendendo o surgimento dos modelos teóricos do funcionamento cognitivo

 

2)     Funções Cognitivas: definições

  • Atenção
  • Funções executivas
  • Sistemas de Memória
  • Linguagem
  • Funções sensoriomotoras e Práxias
  • O conceito de inteligência

 

3)     Desenvolvimento e Cognição

 

4)     Distúrbios da Cognição

 

5)     Princípios da Neuropsicologia Cognitiva: distinção e métodos

 

6)     Princípios da Neuropsicologia Cognitiva: conceitos de modularidade

 

7)     Princípios da Neuropsicologia Cognitiva: dupla dissociação e localização de funções

 





 

Bibliografia

 

Capovilla AGS. Contribuições da neuropsicologia cognitiva e da avaliação neuropsicológica à compreensão do funcionamento cognitivo humano. Cad. psicopedag. 2007; 6 (11).

 

Davies M. Double Dissociation: Understanding its Role in Cognitive Neuropsychology. Mind & Language, 2010, 25 (5): 500-40.

 

Donders J, Hunter SJ. Principles and practice of lifespan developmental neuropsychology. Cambridge University Press, New York. 2010.

 

Mello CB, Miranda MC, Muszkat M. Neuropsicologia do Desenvolvimento: conceitos e abordagens. São Paulo : Memnon Edições Científicas, 2005, v.1. p.247.

 

Miranda MC, Muszkat M, Mello CB Neuropsicologia do Desenvolvimento: Transtornos do Neurodesenvolvimento. Rio de Janeiro : Editora Rubio, 2013.

 

Robertson LC, Knight RT, Rafal R, Shimamura AP. Cognitive neuropsychology is more than single-case studies. J Exp Psychol Learn Mem Cogn. 1993;19(3):710-7.

 

Santos FH, Andrade VM, Bueno OFA. Neuropsicologia Hoje. 2ª ed. Porto Alegre: Artmed. 2015.

 





 

Outras informações relevantes

 

Público alvo: 25 vagas destinadas a estudantes de pós-graduação matriculados no Programa de Psicobiologia, em outros programas da Unifesp ou em programas de outras instituições ou, ainda, estudantes em período probatório e ouvintes, enquanto houver disponibilidade de vagas. Pré-requisito: não há. Curso obrigatório: não Curso optativo: sim.

 

Aviso: o curso é semanal - todas as quintas-feiras – das 9hs às12h - a começar no dia 10/03/2016 e a terminar no dia 26/05/2016.

 

Local do curso: Sala de Aula Jandira Masur do Departamento de Psicobiologia - Rua Botucatu 862 Edifício de Ciências Biomédicas 1º. andar Bairro Vila Clementino CEP 04023-062 São Paulo SP Brasil

 





  • Curso
  • Períodos: curso e inscrição
  • Ementa
  • Bibliografia
  • Critérios para Ingresso


Curso: Comunicação Científica

Responsáveis: SABINE POMPÉIA , DÉBORA CRISTINA HIPÓLIDE

Carga horária prática: 0 - Carga horária teórica: 105

Total de Créditos: 7

Período de Inscrição:

De: 1/2/2016 - Até: 23/2/2016


Período do Curso:

De: 23/2/2016 - Até: 14/6/2016

Horários: : De: 09:00hs - Até: 12:00hs

Dia(s): Terça

Local: Sala de Aula Jandira Masur do Departamento de Psicobiologia



 

Objetivos

 

O presente curso tem por objetivo abordar a comunicação de resultados de pesquisas para cientistas, de forma oral (apresentação em congressos, simpósios, cursos, etc.) e escrita (projetos, relatórios, painéis em congressos, manuscritos, respostas a assessores, avaliação como assessor, etc.), com ênfase na redação de artigos científicos.

 

 

Ementa

 

Apresentação do curso

 

Introdução

 

O texto

 

Pesquisa e citação bibliográfica, Tabelas e Figuras

 

Como preparar painéis (“posters”), projetos, relatórios, dissertações/tese

 

Publicação de manuscritos

 

Comunicação oral

 

Estatística

 

Apresentações orais, entrega de manuscritos reelaborados e programa de revisão por pares

 

Continuação de apresentações orais, e entrega de manuscritos avaliados aos autores

 

Discussão sobre elaboração de parecer e resposta a pareceristas

 

 

Conteúdo Programático - Aulas

 

1. (23/02): Apresentação do curso

 

2. (22/03): Introdução

  1. Responsabilidade do pesquisador (artigo no moodle)
  2. Falsificação (artigo no moodle)
  3. Replicabilidade (artigo no moodle)
  4. Quem são os autores? (Autoria - ética). Ver livro

 

3. (29/03): O texto

  1. Seleção do periódico para publicação;
  2. O título
  3. Resumo
  4. Introdução
  5. Material e métodos
  6. Discussão
  7. Agradecimentos
  8. Como e quando usar abreviações

 

4. (05/04): Pesquisa e citação bibliográfica, Tabelas e Figuras.

  1. Continuação da última aula
  2. Como confeccionar e preparar tabelas, figuras e fotografias.

 

5. (12/04): Como preparar painéis (“posters”), projetos, relatórios, dissertações/tese

 

6. (19/04): Publicação de manuscritos

  1. Direitos autorais
  2. Como submeter um manuscrito
  3. O processo de revisão e como lidar com o editor
  4. O processo de publicação e como lidar com as “provas”
  5. Como escrever uma revisão, capítulos de livro, cartas a editores
  6. Fazer uma avaliação como “referee”

 

7. (26/04): Comunicação oral

 

8. (03/05): Estatística.

  1. DP e EP
  2. ANOVAs e MANOVAs
  3. Correlações e regressão
  4. Power analysis
  5. “Ockham’s razor”

 

9. (31/05): Apresentações orais, entrega de manuscritos reelaborados e programa de revisão por pares. Cada aluno entregará o manuscrito reelaborado, que será entregue a um colega para fazer uma avaliação como revisor, seguindo os moldes propostos em referências fornecidas Serão feitas as apresentações orais.

 

10. (26/05): Continuação de apresentações orais, e entrega de manuscritos avaliados aos autores. Os artigos avaliados deverão ser entregues aos colegas até a véspera desta aula. Aqueles que o quiserem poderão redigir respostas ao “revisor”. Serão continuadas as apresentações orais e discutidas as dificuldades encontradas na realização dos pareceres dos trabalhos dos colegas.

 

11. (14/06): Discussão sobre elaboração de parecer e resposta a pareceristas.

 





 

Bibliografia básica: livros

 

Alley M. The Craft of Scientific Presentations: Critical Steps to succeed and Critical Errors to Avoid. Springer, New York, 2003 (p. 241).

 

Booth V. Communicating in Science: Writing a Scientific Paper and Speaking at Scientific Meetings. 2nd Edition. Cambridge University Press, 1996.

 

Day R. A.& Gastel. How to Write and Publish a Scientific Paper, 6th Edition, Westport, Greenwood Press, 2006.

 

Doria Filho U. Introdução à bioestatística para simples mortais. 3ª. Edição. São Paulo, Negócio Editora, 2001.

 

Nicol AAM Pexman PM. Displaying your findings. A practical guide for creating figures, posters, and presentations. 3 ed. Washington, American Psychological Association, 2005.

 

Zierger M. Essentials of writing biomedical research papers. 2nd Ed. MacGraw Hill, 2000.

 

 

Bibliografia complementar: artigos e links disponíveis no moodle da disciplina

 





 

Outras informações relevantes

 

Público alvo: 25 vagas destinadas a estudantes de pós-graduação com dados já colhidos. Pré-requisitos: Preferência para estudantes com dados coletados. Preferência para estudantes no final do mestrado ou estudantes de doutorado. Curso obrigatório: não. Curso optativo: sim.

 

Recomendação: Favor ler texto sobre a disciplina antes de se matricular, pois envolve muito trabalho fora de aula!!! 

 

Local do curso: Sala de Aula Jandira Masur do Departamento de Psicobiologia - Rua Botucatu 862 Edifício de Ciências Biomédicas 1º. andar Bairro Vila Clementino CEP 04023-062 São Paulo SP Brasil

 





  • Curso
  • Períodos: curso e inscrição
  • Ementa
  • Bibliografia
  • Critérios para Ingresso


Curso: Epidemiologia: conceitos essenciais para todo pesquisador

Responsáveis: CLEUSA PINHEIRO FERRI , EMÉRITA SÁTIRO OPALEYE

Carga horária prática: 20 - Carga horária teórica: 40

Total de Créditos: 4

Período de Inscrição:

De: 1/2/2016 - Até: 19/2/2016


Período do Curso:

De: 6/4/2016 - Até: 29/6/2016

Horários: : De: 08:30hs - Até: 11:30hs

Dia(s): Quarta

Local: Sala de Aula Jandira Masur do Departamento de Psicobiologia



 

Objetivos

 

Gerais

 

O uso dos conceitos de metodologia e suas aplicações são imprescindíveis no planejamento e realização de estudos, assim como na adequada descrição dos resultados de pesquisas e elaboração de artigos científicos. Esse curso é voltado para alunos e/ou pesquisadores que não tem experiência com epidemiologia e espera-se que ao final os alunos sejam capazes de compreender os conceitos essenciais da área de epidemiologia, identificar potenciais e limitações dos principais desenhos de estudos e interpretar as medidas mais usuais da área de epidemiologia.

 

Específicos

 

Apresentar os conceitos mais importantes e como eles evoluíram ao longo das transições epidemiológicas e demográficas

 

Calcular e interpretar as principais medidas usadas na área de epidemiologia

 

Compreender os potenciais e as limitações dos diferentes desenhos de estudos epidemiológicos

 

Delinear estudos epidemiológicos

 

Entender os componentes envolvidos na interpretação e generalização de achados epidemiológicos

 

Apresentar algumas aplicações da epidemiologia

 

 

Ementa

 

Introdução e história da epidemiologia: principais eventos históricos, evolução do conceito, transição epidemiológica e demográfica no mundo e no Brasil. Medidas epidemiológicas e elaboração de instrumentos: vantagens e limitações. Cálculos: taxas, razões, proporções. Indicadores: mortalidade, morbidade, natalidade, letalidade. Ocorrência: prevalência, incidência. Associação: risco, odds, hazard. Diagnósticos: validade e confiabilidade. Intervalo de confiança. Tipos de estudos epidemiológicos: estratégias de delineamento, potenciais e limitações dos diferentes desenhos. Estudos observacionais: relatos e séries de casos, estudos ecológicos, estudos transversais, estudos de caso-controle, estudos de coorte. Estudos de intervenção: ensaios clínicos. Revisões sistemáticas e meta-análises. Inferência: efeito confundidor, efeito modificador, viés e capacidade de generalização. Causalidade: definição, critérios de Bradford Hill, modelos de causalidade. Aplicações da epidemiologia: políticas de saúde, potencial de prevenção e risco atribuível, farmacoepidemiologia e vigilância sanitária.

 

 

Dia – Aula

 

 

Conteúdo Programático

 

 

Docentes

 

 

06/04 – Aula 01

 

 

Apresentação + medidas de ocorrência e de efeito

 

 

Cleusa Pinheiro Ferri

 

13/04 – Aula 02

 

 

Exposição e desfecho + questionários + descrição dos dados

 

 

Emérita Sátiro Opaleye

 

 

20/04 – Aula 03

 

 

Desenhos: visão geral

 

 

Cleusa Pinheiro Ferri

 

 

27/04 – Aula 04

 

 

Desenhos: transversal

 

 

Emérita Sátiro Opaleye

 

 

04/05 – Aula 05

 

 

Desenhos: acurácia

 

 

Cleusa Pinheiro Ferri

 

 

11/05 – Aula 06

 

 

Desenhos: coorte

 

 

Cleusa Pinheiro Ferri

 

 

18/05 – Aula 07

 

 

Desenhos: caso-controle

 

Emérita Sátiro Opaleye

 

 

25/05 – Aula 08

 

 

Desenhos: intervenção

 

 

Tiago da Veiga Pereira

 

 

01/06 – Aula 09

 

 

Revisão sistemática e meta-análise

 

 

Tiago da Veiga Pereira

 

 

08/06 – Aula 10

 

 

Chance, Viés

 

 

Cleusa Pinheiro Ferri

 

 

15/06 – Aula 11

 

 

Efeito de confusão, modificador

 

Cleusa Pinheiro Ferri

 

22/06 – Aula 12

 

Causalidade

 

 

Cleusa Pinheiro Ferri

 

 

29/06 – Aula 13

 

 

Desenho, planejamento e condução de um estudo epidemiológico

 

 

Cleusa Pinheiro Ferri

 






 

Bibliografia

 

Ahrens W, Pigeot I, editors. Handbook of epidemiology. Berlin: Springer; 2004

 

Almeida Filho N, Baretto ML. Epidemiologia & saúde: fundamentos, métodos e aplicações. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2011

 

Beaglehole, R., R. Bonita, et al. (2003). Epidemiologia básica, Livraria Editora Santos.

 

Rothman, K. J., S. Greenland, et al. (2008). Modern Epidemiology, Wolters Kluwer Health/Lippincott Williams & Wilkins.

 





 

Outras informações relevantes

 

Público alvo: 20 vagas destinadas a estudantes de pós-graduação matriculados no Programa de Psicobiologia, em outros programas da Unifesp ou em programas de outras instituições ou, ainda, estudantes em período probatório e ouvintes, enquanto houver disponibilidade de vagas. Pré-requisitos: não há. Curso obrigatório: não

 

Local do curso: Sala de Aula Jandira Masur do Departamento de Psicobiologia - Rua Botucatu 862 Edifício de Ciências Biomédicas 1º. andar Bairro Vila Clementino CEP 04023-062 São Paulo SP Brasil

 





  • Curso
  • Períodos: curso e inscrição
  • Ementa
  • Bibliografia
  • Critérios para Ingresso


Curso: Estatística Aplicada à Psicobiologia - Nível I

Responsáveis: MARIA LUCIA OLIVEIRA DE SOUZA FORMIGONI , ALTAY ALVES LINO DE SOUZA

Carga horária prática: 50 - Carga horária teórica: 55

Total de Créditos: 7

Período de Inscrição:

De: 1/2/2016 - Até: 15/2/2016


Período do Curso:

De: 23/2/2016 - Até: 7/7/2016

Horários: : De: 09:00hs - Até: 12:00hs

Dia(s): Terça,Quinta

Local: Laboratório Azarias e Anfiateatro da UDED



 

Objetivos

 

Os métodos de pesquisa e análise são apresentados permeados por uma visão histórica. O uso dos conceitos estatísticos e suas aplicações são imprescindíveis no planejamento e realização de estudos, assim como na descrição dos resultados de pesquisas e elaboração de artigos científicos. A disciplina se caracteriza pela abrangência dos tópicos abordados e por um enfoque comparativo, abordando modelos de estudos de pesquisa básica, com análise do comportamento de animais e modelos de pesquisa clínica e epidemiológica, com ênfase na área de saúde mental e neurobiologia.

 

 

Ementa

 

Possibilitar ao aluno acessar, compreender e realizar de forma estratégica e prática, o desenho do estudo, alinhamento de hipóteses de pesquisa, escolha do processo estatístico adequado e redação apropriada de seus dados em dissertações de mestrado e teses de doutorado.

 

 

Conteúdo Programático

 

Introdução a análise de dados e conceitos fundamentais: Conceitos de variável e seus tipos. Variável Dependente e Independente. Amostra, população, medidas de tendência central e métodos de coleta de dados. Histórico da estatística e do seu uso nas ciências biológicas.

 

Testes Qui-Quadrado, teste T e ANOVA. Uso de testes post hoc para comparações independentes. Teste para medidas repetidas. Conceitos de teste de Hipótese e nível de significância. Correções para múltiplas medidas (Bonferroni).

 

Análise Multivariada de variância (MANOVA) – Uso de mais de uma variável independente (Tratamento). Aplicações dos modelos com base em bancos de dados. Análise “Between Subjects” e testes post hoc. Ajustes dos níveis de significância para os erros tipo I e II com base nos conceitos de Poder Observado e Tamanho do Efeito.

 

Modelo Linear Geral (GLM). Aplicações dos testes univariados e multivariados em um contexto linear. Verificação das premissas para o teste e aplicações.

 

Análise de Correspondência (ANACOR) para formação de mapas perceptuais com Base em 2 ou mais variáveis categóricas. Conceitos de Inércia, Massa e interpretação do mapa perceptual.

 

Análise Fatorial – teste de interdependência para agrupamento de variáveis contínuas. Premissas para o teste. Aplicação para padronização e criação de índices.

 

Regressão Linear. Modelos preditivos. Cálculo de estimadores com base no método dos mínimos quadrados. Análise do R quadrados e medidas de multicolinearidade, normalidade e homocedasticidade.

 

Regressão Logística. Análise de estimadores com base no método da máxima verossimilhança. Índices Cox e Snell e Nagelkerke. Cálculo das probabilidades de inserção dos indivíduos nos grupos dependentes. Cálculo do OR (Odds Ratio) e sua interpretação e importância na epidemiologia. Estudo de diferentes medidas de associação (RP – Razão de Prevalências, OR – Odds Ratio e RR – Risco Relativo)

 





 

Bibliografia básica

 

Field, A. (2009).  Descobrindo a Estatística usando o SPSS. Porto Alegre: Artmed Editora.

 

Marques de Sá, J.P (2008). Applied Statistics with SPSS, Statistica, Matlab and R. Springer.

 

 

Bibliografia complementar

 

Batista, L. E., Escuder, M. M., & Pereira, J. C. (2004). A cor da morte: causas de óbito segundo características de raça no Estado de São Paulo, 1999 a 2001. Revista de Saúde Pública , 38, 603-636.

 

Hair, J., Anderson, R. E., Tatham, W. C., & Black, A. S. (2005). Análise Multivariada de Dados. Porto Alegre: Bookman.

 

Maroco, J. (2010). Análise Estatística com SPSS Statistics. Editora Legis

 





 

Outras informações relevantes:

 

Público alvo: 30 vagas destinadas a estudantes de pós-graduação em quaisquer áreas de formação interessados em conceitos básicos e avançados de planejamento de estudos, análise de dados e estatística aplicada. Pré-requisito: não há. Curso obrigatório: sim. Curso optativo: não.

 

Local das aulas teóricas: Unidade de Dependência de Drogas – UDED - Rua Napoleão de Barros 1038 Bairro Vila Clementino São Paulo SP Brasil

 

Local das aulas práticas: Laboratório de Informática Prof. Dr. Azarias de Carvalho – LAZ - Edifício Acadêmico Horácio Knesse de Mello Rua Pedro de Toledo 781 1º. Andar Vila Clementino São Paulo SP Brasil

 





  • Curso
  • Períodos: curso e inscrição
  • Ementa
  • Bibliografia
  • Critérios para Ingresso


Curso: Estatística Aplicada à Psicobiologia - Nível II

Responsáveis: MARIA LUCIA OLIVEIRA DE SOUZA FORMIGONI , ALTAY ALVES LINO DE SOUZA

Carga horária prática: 50 - Carga horária teórica: 55

Total de Créditos: 7

Período de Inscrição:

De: 1/7/2016 - Até: 22/7/2016


Período do Curso:

De: 2/8/2016 - Até: 8/12/2016

Horários: : De: 09:00hs - Até: 12:00hs

Dia(s): Terça,Quinta

Local: Laboratório Azarias e Anfiteatro da UDED



 

Objetivos

 

Os métodos de pesquisa e análise são apresentados permeados por uma visão histórica. O uso dos conceitos estatísticos e suas aplicações são imprescindíveis no planejamento e realização de estudos, assim como na descrição dos resultados de pesquisas e elaboração de artigos científicos. A disciplina se caracteriza pela abrangência dos tópicos abordados e por um enfoque comparativo, abordando modelos de estudos de pesquisa básica, com análise do comportamento de animais e modelos de pesquisa clínica e epidemiológica, com ênfase na área de saúde mental e neurobiologia.

 

 

Ementa

 

Possibilitar ao aluno acessar, compreender e realizar de forma estratégica e prática, o desenho do estudo, alinhamento de hipóteses de pesquisa, escolha do processo estatístico adequado e redação apropriada de seus dados em dissertações de mestrado e teses de doutorado utilizando técnicas mais avançadas e customizadas para desenhos experimentais particulares.

 

 

Conteúdo Programático

 

Funcionalidade da análise de modelos de regressão Linear e Logística. Detalhamento de cálculo de medidas de mínimos quadrados e máxima verossimilhança

 

Modalidades de distribuição – Normal, Cauchy, Binomial, Poisson, Gamma e métodos de diagnóstico e análise descritiva de dados para escolha de modelos subsequentes de análise

 

Modelos Lineares Generalizados para estudos longitudinais (GEE) e Análise de efeitos mistos (GMM) e hierárquicos (GLZMM). Aplicações, conceituações e usos em desenhos experimentais aplicados em estudos psicobiológicos

 

Análise de Sobrevivência – Kaplan-Meyer e Regressão de Cox

 

Análise de Equações Estruturais (SEM) e Análise Fatorial Confirmatória (CFA)

 

Análises e modelos específicos para N pequeno – Aplicações em estudos de biologia molecular e animais

 

Estudos de meta análise

 

Introdução à Inferência Bayesiana

 





 

 

Bibliografia básica

 

Maroco, J. (2010).  Análise Estatística com SPSS Statistics. Editora Legis

 

Maroco, J. (2013).  Modelagem de Equações Estruturais. Editora Legis

 

Marques de Sá, J. P (2008).  Applied Statistics with SPSS, Statistica, Matlab and R. Springer.

 

 

Bibliografia complementar

 

Batista, L. E., Escuder, M. M., & Pereira, J. C. (2004).  A cor da morte: causas de óbito segundo características de raça no Estado de São Paulo, 1999 a 2001. Revista de Saúde Pública, 38, 603-636.

 

Field, A. (2009).  Descobrindo a Estatística usando o SPSS. Porto Alegre: Artmed Editora.

 

Hair, J., Anderson, R. E., Tatham, W. C., & Black, A. S. (2005).  Análise Multivariada de Dados. Porto Alegre: Bookman.

 





 

Outras informações relevantes:

 

Público alvo: 30 vagas destinadas a estudantes de pós-graduação em quaisquer áreas de formação interessados em conceitos básicos e avançados de planejamento de estudos, análise de dados e de estatística aplicada. Pré-requisito: ter cursado com aprovação o curso de Estatística Aplicada à Psicobiologia – Nível I. Curso obrigatório: não. Curso optativo: sim.

 

Local das aulas teóricas: Unidade de Dependência de Drogas – UDED - Rua Napoleão de Barros 1038 Bairro Vila Clementino São Paulo SP Brasil

 

Local das aulas práticas: Laboratório de Informática Prof. Dr. Azarias de Carvalho – LAZ - Edifício Acadêmico Horácio Knesse de Mello Rua Pedro de Toledo 781 1º. Andar Vila Clementino São Paulo SP Brasil

 





  • Curso
  • Períodos: curso e inscrição
  • Ementa
  • Bibliografia
  • Critérios para Ingresso


Curso: Introdução em Análise de Polissonografia em Adultos

Responsável: DALVA LUCIA ROLLEMBERG POYARES

Carga horária prática: 10 - Carga horária teórica: 35

Total de Créditos: 3

Período de Inscrição:

De: 1/4/2016 - Até: 25/4/2016


Período do Curso:

De: 2/5/2016 - Até: 4/7/2016

Horários: : De: 13:00hs - Até: 16:00hs

Dia(s): Segunda

Local: Anfiteatro Brasil Tufik do Departamento de Psicobiologia



 

Objetivos

 

O aluno deverá reconhecer a marcação de estágios do sono e eventos associados em indivíduos adultos, além de interpretar relatórios e outros testes realizados em um laboratório de pesquisa de sono. O curso aborda principalmente a parte técnica da Polissonografia em adultos. Dessa forma, o aluno da pós-graduação terá contato durante todo o curso com um tecnólogo reconhecido pela Academia Americana de Medicina do Sono e técnicos treinados com a mesma metodologia do setor de pesquisa do Instituto do Sono, além de aulas com a professora responsável pela disciplina.

 

 

Ementa

 

Classificação Internacional dos Distúrbios do Sono.

 

Técnica Polissonográfica (PSG): Principais variáveis fisiológicas avaliadas na PSG, colocação de eletrodos e sensores, registro e acompanhamento dos traçados na PSG

 

Estagiamento do Sono

 

Despertares do EEG

 

Eventos Respiratórios do Sono

 

Eletrocardiograma na PSG

 

Registro e Marcação de Movimentos de Pernas

 

Bruxismo do Sono

 

Parassonias do Sono NREM e REM

 

Teste Múltiplo das Latências do Sono e Teste da Manutenção da Vigília

 

Titulação de PAP

 


 

 

Conteúdo Programático

 

Dia 02/05/2016 - Aula 1 – Teórica

Das 13h às 14h – Bases Neurofisiológicas da Eletroencefalografia – Neurofisiologista

Das 14h às 16h - Classificação Internacional dos Distúrbios do Sono – Dalva Lucia Rollemberg Poyares

 

Dia 09/05/2016 - Aula 2 – Teórica e Prática

Das 13h às 14h - Polissonografia: instrumentação, montagens e tipos (monitores portáteis) – Lenise Jihe Kim

Das 14h às 16h - Estagiamento do Sono e Despertares (Manual 2.2 da Academia Americana de Medicina do Sono) - Camila Hirotsu

 

Dia 16/05/2016 - Aula 3 – Teórica e Prática

Das 13h às 14h - Teste das Múltiplas Latências do Sono e Teste de Manutenção de Vigília - Lenise Jihe Kim

Das 14h às 16h – Polissonografia prática- Simone Barreto dos Santos e Lenise Jihe Kim

 

Dia 23/05/2016 - Aula 4 – Teórica e Prática

Das 13h às 14h - Eventos Respiratórios - Luciana de Oliveira Palombini

Das 14h às 15h - Movimentos Periódicos de Membros (PLM) – Luciano Ribeiro Pinto

Das 15h às 16h - Eletrocardiograma na Polissonografia - Fátima Dumas Cintra

 

Dia 30/05/2016- Aula 5 - Teórica

Das 13h às 14h – Parassonias - Fernando Morgadinho Santos Coelho

Das 14h às 15h – Epilepsias durante o Sono - Anna Karla Alves Smith

Das 15h às 16h – Bruxismo do Sono na Polissonografia - Milton Maluly Filho

 

Dia 06/06/2016 - Aula 6 –Prática

Das 13h às 16h - Aula Prática de Estagiamento de Sono e Marcação de Eventos - Simone Barreto dos Santos e Lenise Jihe Kim

 

Dia 13/06/2016 - Aula 7 – Teórica e Prática

Das 13h às 15h - Análises Automáticas de Sinais – Altay Alves Lino de Souza

Das 15h às 16h – Relatório Polissonográfico – Dalva Lucia Rollemberg Poyares

 

Dia 20/06/2016 - Aula 8 – Teórica

Das 13h às 14h - Titulação de Aparelhos de Pressão Positiva Aérea (PAP) – Sonia Maria Guimarães Pereira Togeiro de Moura

Das 14h às 15h - Polissonografia em Pesquisa – Camila Hirotsu

Das 15h às 16h - Registros de Sono em Roedores - Camila Hirotsu

 

Dia 27/06/2016 - Aula 9 – Teórica e Prática

Das13h às 15h - Polissonografia em Crianças - Gustavo Antonio Moreira

Das 15h às 16h – Revisão – Camila Hirotsu

 

Dia 04/07/2016

Aula 11 – Avaliação

 





 

Bibliografia básica

 

Berry RB, Brooks R, Gamaldo CE, Harding SM, Marcus CL and Vaughn BV for the American Academy of Sleep Medicine. The AASM Manual for the Scoring of Sleep and Associated Events: Rules, Terminology and Technical Specifications, Version 2.2. www.aasmnet.org, Darien, Illinois: American Academy of Sleep Medicine, 2015.

 

Berry RB, et al. J Clin Sleep Med. 2012. Rules for scoring respiratory events in sleep: update of the 2007 AASM Manual for the Scoring of Sleep and Associated Events. Deliberations of the Sleep Apnea Definitions Task Force of the American Academy of Sleep Medicine.

 

Collop NA, et al. J Clin Sleep Med. 2007. Clinical guidelines for the use of unattended portable monitors in the diagnosis of obstructive sleep apnea in adult patients. Portable Monitoring Task Force of the American Academy of Sleep Medicine.

 

Kushida CA; Chediak A; Berry RB; Brown LK; Gozal D; Iber C; Parthasarathy S; Quan SF; Rowley JA; Positive Airway Pres- sure Titration Task Force of the American Academy of Sleep Medi- cine. Clinical guidelines for the manual titration of positive airway pressure in patients with obstructive sleep apnea. J Clin Sleep Med 2008;4(2):157-171

 





 

Outras informações relevantes:

 

Público alvo: 25 vagas destinadas a estudantes de pós-graduação matriculados no Programa de Psicobiologia, em outros programas da Unifesp ou em programas de outras instituições. Pré-requisito: estudantes regularmente matriculados em programas de pós-graduação. Curso obrigatório: sim, para os estudantes de doutorado da Área SONO. Curso optativo: não.

 

Local do curso: Anfiteatro Brasil Tufik do Departamento de Psicobiologia – Rua Napoleão de Barros 925 Térreo Bairro Vila Clementino 04024-002 São Paulo SP Brasil.

 

 





  • Curso
  • Períodos: curso e inscrição
  • Ementa
  • Bibliografia
  • Critérios para Ingresso


Curso: Journal Club – discutindo ciência em inglês

Responsáveis: ISABEL MARIAN HARTMANN DE QUADROS , CLEUSA PINHEIRO FERRI

Carga horária prática: 8 - Carga horária teórica: 8

Total de Créditos: 1

Período de Inscrição:

De: 8/8/2016 - Até: 9/8/2016


Período do Curso:

De: 10/8/2016 - Até: 23/11/2016

Horários: : De: 11:30hs - Até: 12:30hs

Dia(s): Quarta

Local: JANDIRA MASUR



Os encontros terão como tema a apresentação de um artigo científico de interesse do aluno/pesquisador, sendo o material compartilhado com os colegas antes da apresentação.





Conteúdo Programático: Artigos científicos a serem selecionados pelos próprios participantes, e compartilhados entre o grupo uma semana antes de cada encontro.

Também será permitido o treino de apresentação oral (pôster/ comunicação oral) de trabalhos científicos a serem apresentados em congressos internacionais.

Datas:

10/08 e 24/08;

14/09 e 28/09;

05/10 e 19/10;

09/11 e 23/11





Ter conhecimento básico da língua inglesa, e interesse em praticar a apresentação e discussão científica em inglês.





  • Curso
  • Períodos: curso e inscrição
  • Ementa
  • Bibliografia
  • Critérios para Ingresso


Curso: Medicina do Sono (Sono II)

Responsáveis: SONIA MARIA GUIMARÃES PEREIRA TOGEIRO DE MOURA , HELENA HACHUL DE CAMPOS

Carga horária prática: 0 - Carga horária teórica: 75

Total de Créditos: 5

Período de Inscrição:

De: 4/4/2016 - Até: 8/4/2016


Período do Curso:

De: 11/4/2016 - Até: 30/5/2016

Horários: : De: 08:00hs - Até: 12:00hs

Dia(s): Segunda,Quarta

Local: Anfiteatro Brasil Tufik do Departamento de Psicobiologia



 

Objetivos

 

Propiciar ao aluno conhecimentos fundamentais na área clínica dos principais distúrbios sono com foco nos mecanismos fisiopatogênicos e abordagens  diagnóstica e terapêutica.

 

 

Ementa

 

Epidemiologia dos Disturbios do Sono

 

Classificação dos Distúrbios de Sono

 

Aspectos Técnicos do Laboratório de Sono / Exames diagnósticos no Sono

 

Insônia- Definição / Diagnóstico / Comorbidades e Consequências / Tratamento Farmacológico e não-Farmacológico

 

Distúrbios Respiratórios do Sono - Fisiopatogenia, quadro clinico e diagnóstico

 

Consequências da Apneia do Sono Obstrutiva : humor, cognição, metabolismo / cardiovasculares

 

Apnéia do Sono Obstrutiva – Tratamento com Aparelhos de pressão positiva e tratamento geral / aparelhos intra-orais e cirurgias

 

Narcolepsia e outras Hipersonias

 

Distúrbios de Movimentos: Síndrome de Pernas Inquietas e Movimentos Periódicos de Membros - Diagnóstico e tratamento farmacológico / Tratamento não farmacológico/ Bruxismo

 

Distúrbios do Ritmo Circadiano

 

Distúrbios do Sono na criança e adolescência

 

Distúrbios do Sono em  Clinica Medica

 

Distúrbios do Sono em Transtornos Mentais

 

Sono na Mulher

 

Sono e envelhecimento

 

 

Conteúdo Programático - Docente

 

 

Data da Aula

 

 

Epidemiologia do sono - Sergio Tufik / Camila Hirotsu

 

Classificação dos distúrbios do sono - Lia Rita de Azeredo Bittencourt

 

 

11/04/2016

 

 

Aspectos Técnicos do Laboratório de Sono / Exames diagnósticos no Sono - 

 

 

13/04/2016

 

 

Insônia

 

Definição / Diagnóstico / Comorbidades e Consequências - Dalva Lucia Rollemberg Poyares

 

Tratamento farmacológico e não-farmacológico - Dalva Lucia Rollemberg Poyares

 

 

18/04/2016

 

 

Distúrbios Respiratórios do Sono (DRS)

 

Fisiologia respiratória no sono - Lia Rita de Azeredo Bittencourt

 

Fisiopatogenia e diagnóstico dos DRS - Sonia Maria Guimarães Pereira Togeiro de Moura / Lia Rita de Azeredo Bittencourt

 

 

20/04/2016

 

 

Tratamento dos distúrbios respiratórios do sono (DRS)

 

Pressão aérea positiva - Lia Rita de Azeredo Bittencourt

 

Aparelhos intra-orais na apnéia do sono - Cibele Dal Fabbro

 

Aspectos cirúrgicos da apnéia do sono - Fernanda Louise Martinho Haddad

 

 

25/04/2016

 

 

Hipersonias - Fernando Morgadinho Santos Coelho

 

Narcolepsia - Fernando Morgadinho Santos Coelho

 

 

27/04/2016

 

 

Distúrbios de Movimento

 

Bruxismo - Milton Maluly Filho

 

Síndrome das pernas inquietas + Distúrbios dos Movimentos periódico de membros - Luciano Ribeiro Pinto Junior

 

 

02/05/2016

 

 

Distúrbios do ritmo circadiano do ciclo vigília-sono - Luciana de Oliveira Palombini

 

04/05/2016

 

 

Distúrbios do Sono em Pediatria - Gustavo Antonio Moreira

 

 

09/05/2016

 

 

Doenças clínicas - Suely Steinschreiber Roizenblatt

 

 

11/05/2016

 

 

Doenças mentais e neurológicas - Ligia Mendonça Lucchesi

 

Distúrbios do Sono na Mulher – Helena Hachul de Campos

 

 

16/05/2016

 

 

Disturbios do Sono e Envelhecimento - Sonia Maria Guimarães Pereira Togeiro de Moura

 

 

18/05/2016

 

 

Seminário dos Artigos: primeira parte

 

 

23/05/2016

 

Seminário dos Artigos: segunda parte

 

 

25/05/2016

 

 

Prova Final

 

 

30/05/2016

 





 

Bibliografia

 

American Academy of Sleep Medicine - AASM. International Classification of Sleep Disorders 2nd Edition: Diagnostic and Coding Manual (ICSD-2). Westchester, IL, American Academy of Sleep Medicine, 2005.

 

Berry RB, Brooks R, Gamaldo CE, Harding SM, Marcus CL, Vaughn BV and Tangredi MM for the American Academy of Sleep Medicine. The AASM Manual for the Scoring of Sleep and Associated Events: Rules, Terminology and Technical Specifications, Version 2.0. www.aasmnet.org, Darien, Illinois: American Academy of Sleep Medicine, 2012.

 

Bittencourt, L.R.A. Diagnóstico e tratamento da Síndrome da Apnéia Obstrutiva do Sono. Guia Prático, 2 edição. São Paulo, Livraria Médica Paulista Editora; 1-100, 2008.

 

Laboratório do Sono. Editores: Lia Rita Azeredo Bittencourt, Rogerio Santos Silva e Silva Conway.

 

Sono:aspectos profissionais e suas interfaces na saúde.Editor: MarcoTúlio de Melo.

 

Tratado de Medicina e Biologia do Sono – Editor: Sergio Tufik – Editora Manole.

 





 

Outras informações relevantes

 

Público alvo: 60 vagas destinadas a estudantes de pós-graduação matriculados no Programa de Psicobiologia, em outros programas da Unifesp ou em programas de outras instituições ou, ainda, estudantes em período probatório e ouvintes, enquanto houver disponibilidade de vagas. Pré-requisito: ter cursado com aprovação o curso de Biologia do Sono (SONO I). As inscrições serão efetivadas somente após a aprovação no SONO I. Curso obrigatório: sim, para os alunos matriculados na Área de Concentração SONO. Curso optativo: não.

 

Avaliação do Artigo

 

.      Será realizado em grupos de aproximadamente três alunos, sendo distribuído 1 artigo para cada grupo, o qual apresentará uma análise crítica do trabalho com enfoques na fundamentação teórica, hipótese, objetivo e métodos do estudo. Ainda, deverão incluir implicações científicas dos resultados do artigo e suas limitações, finalizando com a estruturação de um projeto científico que dê continuidade ao trabalho avaliado e contenha breve fundamentação, hipótese, objetivos e métodos.

 

Roteiro da Avaliação do Artigo

 

.      Apresentar a fundamentação teórica do estudo

.      Hipótese do estudo: questionar se a Introdução do estudo fundamenta a hipótese

.      Objetivos: há clareza na pergunta?

.      Os métodos respondem aos objetivos propostos?

.      Existiria algum método mais adequado para responder a pergunta?

.      Quais as implicações dos resultados para a Ciência do Sono

.      Quais as limitações do estudo?

.      A conclusão está de acordo com os objetivos e resultados encontrados?

.      Com os resultados obtidos neste estudo, quais novas perguntas podem ser levantadas? Estruturar esta pergunta em forma de projeto científico: contendo breve fundamentação, hipóteses, objetivos e métodos.

 

Nota Final: média das 3 avaliações (Prova 1 + Prova final + Apresentação artigo)

 

Avisos

 

.      A nota para aprovação no curso SONO II é de no mínimo 7,0

 

.      O curso poderá ser frequentado até duas vezes, ou seja, o aluno que reprovar na primeira vez terá somente mais uma chance para obter a aprovação e, consequentemente, os créditos

 

.      É necessário ter aprovação no curso SONO I - com nota maior ou igual a 7,0 - para efetivar a matrícula no curso SONO II

 

.      A aprovação nos dois cursos – SONO I e SONO II - é requisito obrigatório para os alunos da Área de Concentração de SONO

 

Local do curso: Anfiteatro Brasil Tufik do Departamento de Psicobiologia – Rua Napoleão de Barros 925 Térreo Bairro Vila Clementino 04024-002 São Paulo SP Brasil

 





  • Curso
  • Períodos: curso e inscrição
  • Ementa
  • Bibliografia
  • Critérios para Ingresso


Curso: Métodos de Revisão Sistemática Aplicados às Ciências da Saúde

Responsáveis: CLEUSA PINHEIRO FERRI , TIAGO DA VEIGA PEREIRA

Carga horária prática: 20 - Carga horária teórica: 40

Total de Créditos: 4

Período de Inscrição:

De: 6/7/2016 - Até: 22/8/2016


Período do Curso:

De: 10/8/2016 - Até: 30/11/2016

Horários: : De: 08:30hs - Até: 11:30hs

Dia(s): Quarta

Local: Anfiteatro Brasil Tufik do Departamento de Psicobiologia



Ementa

 

A revisão sistemática e a síntese de estimativas de estudos similares (meta-análise) têm se tornado fundamentais não somente para o desenvolvimento científico, mas também para a tomada de decisão em saúde. De modo importante, o aumento do número de publicações científicas tem trazido a necessidade da visualização da literatura numa forma sucinta, abrangente e quantitativa. Dessa maneira, a revisão sistemática e a meta-análise perfazem conteúdos cruciais para a formação dos pós-graduandos, para que estes se capacitem a interpretar e realizar revisões sistemáticas/meta-análise no contexto em que estiverem inseridos – seja no âmbito pré-clínico (pesquisa de bancada) ou no ambiente diretamente envolvido com humanos (estudos observacionais e ensaios clínicos randomizados).


Dia – Aula

 

 

Conteúdo Programático

 

 

Coordenadores

 

 

31/08 – Aula 1

 

 

Apresentação da disciplina

Conceitos Básicos de Epidemilogia (Medidas de ocorrencia, Medidas de efeito, visão geral desenho de estudos

 

Ensaio Clínico

 

Cleusa Pinheiro Ferri

 

 

Tiago da Veiga Pereira

 

14/09 – Aula 02

 

Definição de revisão: narrativa vs sistemática

 

Em que circunstância é necessária a realização de uma revisão sistemática (RS)?

 

Etapas da realização de uma RS

 

 

Cleusa Pinheiro Ferri / Tiago da Veiga Pereira

 

21/09 – Aula 03

 

 

Fontes de informação para realização de uma RS

 

 

Bases de dados e repositórios nacionais e internacionais de RS

 

Anna Maria Buehler

 

Haliton Alves de Oliveira

 

28/09 – Aula 04

 

Meta-análise: introdução

 

 

Cleusa Pinheiro Ferri / Tiago da Veiga Pereira

 

 

05/10 – Aula 05

 

Meta-análise: heterogeneidade

 

 

Cleusa Pinheiro Ferri / Tiago da Veiga Pereira

 

 

19/10 – Aula 06

 

Meta-análise: viés de publicação

 

 

 

 

26/10 – Aula 7

 

Softwares para revisão sistemática e meta-análise

 

Fenômenos e dinâmicas de publicação que afetam a evidência

 

Cleusa Pinheiro Ferri / Tiago da Veiga Pereira

 

 

09/11 – Aula 8

 

 Ferramentas para avaliação do rigor metodológicos dos estudos

 

Cleusa Pinheiro Ferri / Tiago da Veiga Pereira

 

 

16/11 – Aula 9

 

 Ferramentas para avaliação da qualidade da evidência

 

 

Cleusa Pinheiro Ferri / Tiago da Veiga Pereira

 

 

23/11 – Aula 10

 

Revisão sistemática: aplicações em estudos pré-clínicos

 

Gabriel Natan Pires

 

 

30/11 – Aula 11

 

 Seminário

 

Avaliação

 

 Encerramento do curso

 

 

Cleusa Pinheiro Ferri / Tiago da Veiga Pereira

 





 

Bibliografia básica

 

BORENSTEIN M, HEDGES LV, HIGGINS JPT, ROTHSTEIN HR.  Introduction to Meta-analysis. Chichester (UK): John Wiley & Sons, 2008.

 

HIGGINS JPT, GREEN S (EDITORS).  Cochrane Handbook for Systematic Reviews of Interventions Version 5.1.0 [updated March 2011]. The Cochrane Collaboration, 2011.  Available from www.cochrane-handbook.org

 

KHAN, KS. Five steps to conducting a systematic review. J R Soc Med. Mar 2003; 96(3): 118–121.

 

PAI, M et al.  Systematic reviews and meta-analyses: An illustrated, step-by-step guide. The National Medical Journal of India 2004;17(2): 86-95.

 

PEREIRA, T. V. Aplicação da Meta-análise em Cardiologia Molecular. In: José Eduardo Krieger. (Org.). Bases Moleculares das Doenças Cardiovasculares. 1 ed. : Atheneu, 2008, v. 1, p. 97-112.

 

 

Bibliografia complementar

 

CIPRIANI A, BARBUI C, RIZZO C, SALANTI G.  What is a multiple treatments meta-analysis? Epidemiol Psychiatr Sci. 2012 Jun;21(2):151-3.

 

ELLIOTT JH et al.  Living systematic reviews: an emerging opportunity to narrow the evidence-practice gap. PLoS Med. 2014 Feb 18;11(2):e1001603.

 

MURAD MH et al.  How to read a systematic review and meta-analysis and apply the results to patient care: users' guides to the medical literature. JAMA. 2014 Jul;312(2):171-9.

 

NIKOLAKOPOULOU A, MAVRIDIS D, SALANTI G.  How to interpret meta-analysis models: fixed effect and random effects meta-analyses. Evid Based Ment Health. 2014 May; 17(2):64.

 

PEREIRA TV, HORWITZ RI, IOANNIDIS JP.  Empirical evaluation of very large treatment effects of medical interventions. JAMA. 2012 Oct 24;308(16):1676-84.

 





 

Outras informações relevantes

 

Público alvo: 20 vagas destinadas a estudantes de pós-graduação matriculados no Programa de Psicobiologia, em outros programas da Unifesp ou em programas de outras instituições ou, ainda, estudantes em período probatório e ouvintes, enquanto houver disponibilidade de vagas. Pré-requisitos: não há. Curso obrigatório: não

 

Local do curso: Anfiteatro Brasil Tufik do Departamento de Psicobiologia – Rua Napoleão de Barros 925 Térreo Bairro Vila Clementino 04024-002 São Paulo SP Brasill

 





  • Curso
  • Períodos: curso e inscrição
  • Ementa
  • Bibliografia
  • Critérios para Ingresso


Curso: Princípios Éticos na Pesquisa Científica (1º. Semestre)

Responsáveis: JOSE CARLOS FERNANDES GALDURÓZ , MONICA LEVY ANDERSEN

Carga horária prática: 0 - Carga horária teórica: 45

Total de Créditos: 3

Período de Inscrição:

De: 1/2/2016 - Até: 18/2/2016


Período do Curso:

De: 18/2/2016 - Até: 24/3/2016

Horários: : De: 14:00hs - Até: 18:00hs

Dia(s): Quinta

Local: Anfiteatro Brasil Tufik do Departamento de Psicobiologia



 

Objetivos

 

O objetivo deste curso será apresentar de forma sucinta e objetiva informações a respeito de princípios éticos na condução de pesquisas clínicas e básicas. Os princípios abordados têm o propósito de proporcionar conhecimentos essenciais para conduzir experimentação clínica e experimental, respeitando-se os padrões éticos. Serão ressaltados aspectos históricos da ética na pesquisa. Oferecer orientação e assistência na condução de pesquisa e testes laboratoriais.

 

 

Ementa

 

Ética na pesquisa clínica e experimental: conceitos gerais

 

Histórico da ética em pesquisas clínicas

 

Plágio, autoplágio

 

Pró-labore

 

Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE); Termo de Assentimento

 

Plataforma Brasil

 

Experimentação com animais: implicações éticas e científicas

 

Implicações éticas e científicas no desenho experimental

 

Ética na preparação de textos científicos

 

 

Itens

 

 

Conteúdo Programático – Docente

 

 

Aula

 

 

I

 

 

Princípios éticos na pesquisa humana - José Carlos Fernandes Galduróz

 

 

18/02/2016

 

 

II

 

 

Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) e CONEP - José Carlos Fernandes Galduróz

 

TCLE e Termo de Assentimento - José Carlos Fernandes Galduróz

 

Placebo e Pró-labore José Carlos Fernandes Galduróz

 

 

25/02/2016

 

 

III

 

 

Redação de projetos para Comitê de Ética em Pesquisa (CEP-UNIFESP) e Plataforma Brasil - Mirian Aparecida Ghiraldini Franco

 

 

03/03/2016

 

 

IV

 

 

Ética na preparação de textos científicos - Monica Levy Andersen

 

Experimentação com animais: implicações éticas e científicas - Monica Levy Andersen

 

 

10/03/2016

 

 

V

 

 

Noções estatísticas na pesquisa: implicações éticas e científicas no desenho experimental - Camila Hirotsu

 

Atenção: as atividades de 17/03/2016 serão realizadas no Anfiteatro I da UDED: Rua Napoleão de Barros 1038 Bairro Vila Clementino São Paulo SP Brasil

 

 

17/03/2016

 

 

VI

 

 

Avaliação final

 

 

24/03/2016

 





 

Bibliografia

 

Animal models as ethical tools in biomedical research. ANDERSEN, ML; TUFIK, S. CLR Balieiro Editores, São Paulo, 2004.

 

Estresse e suas Interferências. In: Cuidados e Manejo de Animais de Laboratório, Atheneu. VÂNIA GOMES DE MOURA MATTARAIA; VALDEREZ BASTOS VALERO LAPCHIK, GUI MI KO (Eds). Atheneu, São Paulo, 2009.

 





 

Outras informações relevantes

 

Público alvo: Público alvo: 60 vagas destinadas a estudantes de Pós-graduação matriculados no Programa de Psicobiologia, em outros programas da Unifesp ou de outras instituições. Aceita-se, ainda, estudantes em período probatório e ouvintes, quando houver disponibilidade de vagas. Pré-requisito: não há. Curso obrigatório: sim, o curso é obrigatório para todos os alunos regularmente matriculados no PPG em Psicobiologia que fazem pesquisa clínica. Curso optativo: não.

 

Atençãoas atividades de 17/03/2016 serão realizadas no Anfiteatro I da UDED: Rua Napoleão de Barros 1038 Bairro Vila Clementino São Paulo SP Brasil

 

Local do curso: Anfiteatro Brasil Tufik do Departamento de Psicobiologia – Rua Napoleão de Barros 925 Térreo Bairro Vila Clementino 04024-002 São Paulo SP Brasil

 





  • Curso
  • Períodos: curso e inscrição
  • Ementa
  • Bibliografia
  • Critérios para Ingresso


Curso: Princípios Éticos na Pesquisa Científica (2º. Semestre)

Responsáveis: JOSE CARLOS FERNANDES GALDURÓZ , MONICA LEVY ANDERSEN

Carga horária prática: 0 - Carga horária teórica: 45

Total de Créditos: 3

Período de Inscrição:

De: 1/8/2016 - Até: 15/8/2016


Período do Curso:

De: 16/8/2016 - Até: 20/9/2016

Horários: : De: 14:00hs - Até: 18:00hs

Dia(s): Terça

Local: Anfiteatro Brasil Tufik do Departamento de Psicobiologia



 

Objetivos

 

O objetivo deste curso será apresentar de forma sucinta e objetiva informações a respeito de princípios éticos na condução de pesquisas clínicas e básicas. Os princípios abordados têm o propósito de proporcionar conhecimentos essenciais para conduzir experimentação clínica e experimental, respeitando-se os padrões éticos. Serão ressaltados aspectos históricos da ética na pesquisa. Oferecer orientação e assistência na condução de pesquisa e testes laboratoriais.

 

 

Ementa

 

Ética na pesquisa clínica e experimental: conceitos gerais

 

Histórico da ética em pesquisas clínicas

 

Plágio, autoplágio

 

Pró-labore

 

Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE); Termo de Assentimento

 

Plataforma Brasil

 

Experimentação com animais: implicações éticas e científicas

 

Implicações éticas e científicas no desenho experimental

 

Ética na preparação de textos científicos

 

 

Itens

 

 

Conteúdo Programático – Docente

 

 

Aula

 

 

I

 

 

Princípios éticos na pesquisa humana - José Carlos Fernandes Galduróz

 

 

16/08/2016

 

 

II

 

 

Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) e CONEP - José Carlos Fernandes Galduróz

 

TCLE e Termo de Assentimento - José Carlos Fernandes Galduróz

 

Placebo e Pró-labore José Carlos Fernandes Galduróz

 

 

23/08/2016

 

 

III

 

 

Redação de projetos para Comitê de Ética em Pesquisa (CEP-UNIFESP) e Plataforma Brasil - Mirian Aparecida Ghiraldini Franco

 

 

30/08/2016

 

 

IV

 

 

Ética na preparação de textos científicos - Monica Levy Andersen

 

Experimentação com animais: implicações éticas e científicas - Monica Levy Andersen

 

 

06/09/2016

 

 

V

 

 

Noções estatísticas na pesquisa: implicações éticas e científicas no desenho experimental - Camila Hirotsu

 

 

13/09/2016

 

 

VI

 

 

Avaliação final

 

 

20/09/2016

 





 

Bibliografia

 

Animal models as ethical tools in biomedical research. ANDERSEN, ML; TUFIK, S. CLR Balieiro Editores, São Paulo, 2004.

 

Estresse e suas Interferências. In: Cuidados e Manejo de Animais de Laboratório, Atheneu. VÂNIA GOMES DE MOURA MATTARAIA; VALDEREZ BASTOS VALERO LAPCHIK, GUI MI KO (Eds). Atheneu, São Paulo, 2009.

 





 

Outras informações relevantes

 

Público alvo: Público alvo: 60 vagas destinadas a estudantes de Pós-graduação matriculados no Programa de Psicobiologia, em outros programas da Unifesp ou de outras instituições. Aceita-se, ainda, estudantes em período probatório e ouvintes, quando houver disponibilidade de vagas. Pré-requisito: não há. Curso obrigatório: sim, o curso é obrigatório para todos os alunos regularmente matriculados no PPG em Psicobiologia que fazem pesquisa clínica. Curso optativo: não.

 

Local do curso: Anfiteatro Brasil Tufik do Departamento de Psicobiologia – Rua Napoleão de Barros 925 Térreo Bairro Vila Clementino 04024-002 São Paulo SP Brasil

 





  • Curso
  • Períodos: curso e inscrição
  • Ementa
  • Bibliografia
  • Critérios para Ingresso


Curso: Rigor Ético na Pesquisa com Animais (1º. Semestre)

Responsáveis: MONICA LEVY ANDERSEN , JOSÉ CARLOS FERNANDES GALDURÓZ

Carga horária prática: 0 - Carga horária teórica: 60

Total de Créditos: 4

Período de Inscrição:

De: 1/3/2016 - Até: 25/3/2016


Período do Curso:

De: 31/3/2016 - Até: 19/5/2016

Horários: : De: 14:00hs - Até: 18:00hs

Dia(s): Quinta

Local: Anfiteatro Brasil Tufik e Sala de Aula Jandira Masur do Departamento de Psicobiologia



 

Objetivos

 

O objetivo deste curso será apresentar de forma sucinta e objetiva informações a respeito de princípios éticos no uso apropriado de animais na pesquisa biomédica. Serão ressaltados aspectos históricos e implicações legais na pesquisa com animais, e oferecer orientação e assistência na condução de pprojetos de pesquisa.

 

Aviso importante: atenção que apenas as aulas dos dias 07/04/2016 e 05/05/2016 serão realizadas na Sala de Aula Jandira Masur do Departamento de Psicobiologia - Rua Botucatu 862 Edifício de Ciências Biomédicas 1º. andar Bairro Vila Clementino CEP 04023-062 São Paulo SP Brasil.

 

 

Ementa

 

Ética

 

Plágio

 

Princípios éticos na experimentação animal: conceitos gerais

 

Experimentação com ratos e camundongo

 

Eutanásia

 

Biossegurança e Normas para credenciamento de biotérios

 

Histórico da experimentação animal no Brasil

 

Redação de projetos para Comitê de Ética em Pesquisa (CEP-UNIFESP)

 

Biotério

 

Cuidados e manutenção dos animais de laboratório

 

Manejo dos animais/Alimentação e hidratação

 

Saúde dos animais de laboratório

 

Padronização genética de linhagens modificadas

 

Uso de técnicas de biologia molecular na experimentação animal

 

Controle do macro e do microambiente

 

 

Itens

 

 

Conteúdo Programático – Docente

 

 

Aula

 

 

I

 

 

Princípios éticos na pesquisa biomédica - Monica Levy Andersen e José Carlos Fernandes Galduróz

 

Uso de animais em pesquisas: 3R - Monica Levy Andersen

 

 

31/03/2016

 

 

II

 

 

Avaliação e Redação de projetos para Comitê de Ética no Uso de Animais (CEUA)

 

Aviso importante: atenção que esta aula de 07/04/2016 será realizada na Sala de Aula Jandira Masur do Departamento de Psicobiologia - Rua Botucatu 862 Edifício de Ciências Biomédicas 1º. andar Bairro Vila Clementino CEP 04023-062 São Paulo SP Brasil.

 

 

07/04/2016

 

 

III

 

 

Cuidados e manutenção dos animais de laboratório

 

 

14/04/2016

 

 

IV

 

 

Métodos alternativos e Eutanásia

 

 

28/04/2016

 

 

V

 

 

Noções estatísticas na pesquisa biomédica: implicações éticas e científicas no desenho experimental

 

Aviso importante: atenção que esta aula de 05/05/2016 será realizada na Sala de Aula Jandira Masur do Departamento de Psicobiologia - Rua Botucatu 862 Edifício de Ciências Biomédicas 1º. andar Bairro Vila Clementino CEP 04023-062 São Paulo SP Brasil.


 

05/05/2016

 

 

VI

 

 

Sociedade Protetora dos Animais

 

12/05/2016

 

 

VII

 

 

Avaliação final

 

 

19/05/2016

 





 

Bibliografia

 

ANDERSEN ML, TUFIK S. Animal models as ethical tools in biomedical research. Ed. Monica L. Andersen & Sergio Tufik, 2010, 563p.

 

Animal models as ethical tools in biomedical research. ANDERSEN, ML; TUFIK, S. CLR Balieiro Editores, São Paulo, 2004.

 

Estresse e suas Interferências. In: Cuidados e Manejo de Animais de Laboratório, Atheneu. VÂNIA GOMES DE MOURA MATTARAIA; VALDEREZ BASTOS VALERO LAPCHIK, GUI MI KO (Eds). Atheneu, São Paulo, 2009.

 





 

Outras informações relevantes

 

Público alvo: Público alvo: 60 vagas destinadas a estudantes de Pós-graduação matriculados no Programa de Psicobiologia, em outros programas da Unifesp ou de outras instituições. Aceita-se, ainda, estudantes em período probatório e ouvintes quando houver disponibilidade de vagas. Pré-requisito: não há. Curso obrigatório: sim, o curso é obrigatório para todos os alunos regularmente matriculados no PPG em Psicobiologia que fazem pesquisa clínica. Curso optativo: não. 

 

Local do curso: Anfiteatro Brasil Tufik do Departamento de Psicobiologia – Rua Napoleão de Barros 925 Térreo Bairro Vila Clementino 04024-002 São Paulo SP Brasil

 

Aviso importante: atenção que apenas as aulas dos dias 07/04/2016 e 05/05/2016 serão realizadas na Sala de Aula Jandira Masur do Departamento de Psicobiologia - Rua Botucatu 862 Edifício de Ciências Biomédicas 1º. andar Bairro Vila Clementino CEP 04023-062 São Paulo SP Brasil.

 





  • Curso
  • Períodos: curso e inscrição
  • Ementa
  • Bibliografia
  • Critérios para Ingresso


Curso: Rigor Ético na Pesquisa com Animais (2º. Semestre)

Responsáveis: MONICA LEVY ANDERSEN , JOSÉ CARLOS FERNANDES GALDURÓZ

Carga horária prática: 0 - Carga horária teórica: 60

Total de Créditos: 4

Período de Inscrição:

De: 1/9/2016 - Até: 23/9/2016


Período do Curso:

De: 4/10/2016 - Até: 8/11/2016

Horários: : De: 14:00hs - Até: 18:00hs

Dia(s): Terça

Local: Anfiteatro Brasil Tufik do Departamento de Psicobiologia



 

Objetivos

 

O objetivo deste curso será apresentar de forma sucinta e objetiva informações a respeito de princípios éticos no uso apropriado de animais na pesquisa biomédica. Serão ressaltados aspectos históricos e implicações legais na pesquisa com animais, e oferecer orientação e assistência na condução de projetos de pesquisa.

 

 

Ementa

 

Ética

 

Plágio

 

Princípios éticos na experimentação animal: conceitos gerais

 

Experimentação com ratos e camundongo

 

Eutanásia

 

Biossegurança e Normas para credenciamento de biotérios

 

Histórico da experimentação animal no Brasil

 

Redação de projetos para Comitê de Ética em Pesquisa (CEP-UNIFESP)

 

Biotério

 

Cuidados e manutenção dos animais de laboratório

 

Manejo dos animais / Alimentação e hidratação

 

Saúde dos animais de laboratório

 

Padronização genética de linhagens modificadas

 

Uso de técnicas de biologia molecular na experimentação animal

 

Controle do macro e do microambiente

 

 

Itens

 

 

Conteúdo Programático – Docente

 

 

Aula

 

 

I

 

 

Princípios éticos na pesquisa biomédica - Monica Levy Andersen e José Carlos Fernandes Galduróz

 

Uso de animais em pesquisas: 3R - Monica Levy Andersen

 

 

27/09/2016

 

 

II

 

 

Avaliação e Redação de projetos para Comitê de Ética no Uso de Animais (CEUA)

 

 

04/10/2016

 

 

III

 

 

Cuidados e manutenção dos animais de laboratório

 

 

11/10/2016

 

 

IV

 

 

Métodos alternativos e Eutanásia

 

 

18/10/2016

 

 

V

 

 

Noções estatísticas na pesquisa biomédica: implicações éticas e científicas no desenho experimental

 

25/10/2016

 

 

VI

 

 

Sociedade Protetora dos Animais

 

01/11/2016

 

 

VII

 

 

Avaliação final

 

 

08/11/2016

 





 

Bibliografia

 

ANDERSEN ML, TUFIK S. Animal models as ethical tools in biomedical research. Ed. Monica L. Andersen & Sergio Tufik, 2010, 563p.

 

Animal models as ethical tools in biomedical research. ANDERSEN, ML; TUFIK, S. CLR Balieiro Editores, São Paulo, 2004.

 

Estresse e suas Interferências. In: Cuidados e Manejo de Animais de Laboratório, Atheneu. VÂNIA GOMES DE MOURA MATTARAIA; VALDEREZ BASTOS VALERO LAPCHIK, GUI MI KO (Eds). Atheneu, São Paulo, 2009.

 





 

Outras informações relevantes

 

Público alvo: Público alvo: 60 vagas destinadas a estudantes de Pós-graduação matriculados no Programa de Psicobiologia, em outros programas da Unifesp ou de outras instituições. Aceita-se, ainda, estudantes em período probatório e ouvintes quando houver disponibilidade de vagas. Pré-requisito: não há. Curso obrigatório: sim, o curso é obrigatório para todos os alunos regularmente matriculados no PPG em Psicobiologia que fazem pesquisa clínica. Curso optativo: não. 

 

Local do curso: Anfiteatro Brasil Tufik do Departamento de Psicobiologia – Rua Napoleão de Barros 925 Térreo Bairro Vila Clementino 04024-002 São Paulo SP Brasil

 





  • Curso
  • Períodos: curso e inscrição
  • Ementa
  • Bibliografia
  • Critérios para Ingresso


Curso: Seminários de Atualização Científica em Abuso de Drogas (2º Semestre)

Responsáveis: JOSE CARLOS FERNANDES GALDURÓZ , ANA REGINA NOTO FARIA

Carga horária prática: 15 - Carga horária teórica: 30

Total de Créditos: 3

Período de Inscrição:

De: 13/7/2016 - Até: 3/8/2016


Período do Curso:

De: 10/8/2016 - Até: 14/12/2016

Horários: : De: 13:30hs - Até: 15:00hs

Dia(s): Quarta

Local: Anfiteatro da Unidade de Dependência de Drogas – UDED



 

Objetivos

 

Promover atualização científica de alunos de pós-graduação, em relação a temas relacionados ao uso indevido de drogas nas áreas de pesquisa básica, clínica e epidemiológica. A disciplina terá também os objetivos secundários de desenvolver habilidade de apresentação de artigos científicos e despertar percepção crítica em relação aos artigos apresentados.

 

 

Ementa

 

Apresentação e debates sobre trabalhos científicos recentemente publicados em periódicos indexados internacionalmente, realizada por alunos de pós-graduação sob a supervisão dos orientadores da área, com a participação de alunos de Iniciação Científica. O professor responsável pela disciplina deverá mudar a cada ano, com alternância entre os professores da Área de Concentração MESAD, sendo que os professores José Carlos Fernandes Galduróz e Ana Regina Noto estão na coordenação do Seminários.

 

 

Conteúdo Programático

 

Dia 02/08 – apresentação do curso e organização das atividades.

 

Dia 09/08 – início das apresentações

 

Dia 29/11 – avaliação e encerramento

 





 

Bibliografia básica

 

Trabalhos recentemente publicados nas revistas Addiction, Alcoholism Clinical and Experimental Research, Drug and Alcohol Dependence, Psychopharmacology, Addictive Behaviors, dentre outras de nível equivalente.

 

 

Bibliografia complementar: artigos e links disponíveis no moodle da disciplina

 





 

Outras informações relevantes

 

Público alvo: 20 vagas destinadas a estudantes de pós-graduação matriculados no Programa de Psicobiologia, em outros programas da Unifesp ou em programas de outras instituições ou, ainda, estudantes em período probatório e ouvintes, enquanto houver disponibilidade de vagas. Pré-requisitos: não há. Curso obrigatório: sim, para os alunos matriculados na Área de Concentração MESAD. Curso optativo: não

 

Local do curso: Anfiteatro da Unidade de Dependência de Drogas – UDED - Rua Napoleão de Barros 1038 Bairro Vila Clementino São Paulo SP Brasil

 





  • Curso
  • Períodos: curso e inscrição
  • Ementa
  • Bibliografia
  • Critérios para Ingresso


Curso: Seminários em Sono

Responsáveis: MONICA LEVY ANDERSEN , SERGIO TUFIK

Carga horária prática: 0 - Carga horária teórica: 60

Total de Créditos: 4

Período de Inscrição:

De: 1/2/2016 - Até: 23/2/2016


Período do Curso:

De: 23/2/2016 - Até: 29/11/2016

Horários: : De: 08:00hs - Até: 09:00hs

Dia(s): Terça

Local: Anfiteatro Brasil Tufik do Departamento de Psicobiologia



 

Objetivos

 

A disciplina abordará aspectos históricos da Medicina do Sono, conceitos básicos em Cronobiologia e Ontogênese do ciclo vigília-sono bem como a neurobiologia e fisiologia do sono com enfoque nos principais neurotransmissores e sistemas. Ao final da disciplina os alunos deverão ser capazes de entender as definições dos estágios de sono e acordo com o padrão eletroencefalográfico, as bases neurofisiológicas e farmacológicas de uma noite de sono, bem como as consequências biológicas e os custos sociais da privação de sono.

 

 

Ementa

 

Convidados nacionais e internacionais ministrarão temas relacionados a neurobiologia do sono e seus distúrbios. Além de aulas sobre linhas de pesquisa de professores e pesquisadores, alunos de Pós-graduação também são convidados para apresentarem seus projetos.

 





 

Bibliografia

 

American Academy of Sleep Medicine - AASM.  International Classification of Sleep Disorders 2nd Edition: Diagnostic and Coding Manual (ICSD-2). Westchester, IL, American Academy of Sleep Medicine, 2005.

 

ANDERSEN, M. L.; TUFIK, S. Animal models as ethical tools in biomedical research.  CLR Balieiro Editores, 2010. v. 1. 563 p. Capítulo: Sleep pattern in rats. p. 167-194, 2004.

 

ANDERSEN, M. L.; VALLE, A. C.; IARIA, C. T.; TUFIK, S.  Implantação de eletrodos para o estudo eletrofisiológico do ciclo vigília-sono do rato. 1a Edição, São Paulo, Universidade Federal e São Paulo-UNIFESP/EPM (Editores), 2001, 62p.

 

DAL FABBRO, C; CHAVES JR., C. M.; TUFIK, S.  Bases neurais e fisiologia do sono.  In: A Odontologia na Medicina do Sono.  Dental Press (Ed). São Paulo, p.39-62, 2010.

 

PAIVA, T.; ANDERSEN, M. L.; TUFIK, S.  O Sono e a Medicina do sono. 1ª. ed.  Barueri : Manole, 2014.  800p.

 

TUFIK, S. (Org.)  Medicina e Biologia do Sono. 1ª. ed.  Barueri : Manole, 2008.  483p.

 

TUFIK, S.; ANDERSEN, M. L.; BITTENCOURT, L. R. A.; MELLO, M. T.  Circadian sleep disorders. International Neurology.  Lisak RP; Truong DD; Carrol WM; Bhidayasiri R (Eds). Wiley-Blackwell, 569-570, 2009.

 

TUFIK, S; ANDERSEN, M. L.; PINTO Jr, L. Sono e Sonhos.  In: Lent R. (Ed).  Neurociência da mente e do comportamento.  Rio de Janeiro: Guanabara Koogan. p.271-285, 2008.

 

TUFIK, S; GODOI, F. R. L.; ANDERSEN, M. L.  Mecanismos de alerta e atenção e ciclo vigília-sono.  In:  Rui Curi e Joaquim Procopio de A. Filho (Ed). Fisiologia Básica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; p.336-342, 2009.

 

 





 

Outras informações relevantes

 

Público alvo: 70 vagas destinadas a estudantes de Pós-graduação matriculados no Programa de Psicobiologia, em outros Programas da Unifesp ou em outras instituições. Aceita-se, ainda, estudantes em período probatório e ouvintes, quando houver disponibilidade de vagas. Pré-requisito: não há. Curso obrigatório: sim, o curso é obrigatório para todos os alunos regularmente matriculados na Área de Concentração SONO. Curso optativo: não.

 

Local do curso: Anfiteatro Brasil Tufik do Departamento de Psicobiologia – Rua Napoleão de Barros 925 Térreo Bairro Vila Clementino 04024-002 São Paulo SP Brasil

 





  • Curso
  • Períodos: curso e inscrição
  • Ementa
  • Bibliografia
  • Critérios para Ingresso


Curso: Tópicos de Memória

Responsáveis: ORLANDO FRANCISCO AMODEO BUENO , MARIA GABRIELA MENEZES DE OLIVEIRA

Carga horária prática: 15 - Carga horária teórica: 45

Total de Créditos: 4

Período de Inscrição:

De: 25/2/2016 - Até: 11/3/2016


Período do Curso:

De: 16/3/2016 - Até: 29/6/2016

Horários: : De: 16:00hs - Até: 18:00hs

Dia(s): Quarta

Local: Sala de Aula Jandira Masur do Departamento de Psicobiologia



 

Ementa

 

Discutir profundamente alguns tópicos sobre o tema Memória.

 

Discutir as bases empíricas das teorias.

 

 

Conteúdo Programático

 

O que é memória? Memória de que? Memória de quando? A teoria-padrão.

 

Codificação: níveis ou materiais qualitativamente diferentes?

 

De onde vem o material lembrado? Dos sentidos?

 

Onde a memória é guardada? De que maneira? Ela se consolida com o tempo? Ou se perde?

 

Como se recupera o que foi armazenando? Sempre nos lembramos?

 

O que é esquecimento? Decaimento? Entraves na hora de lembrar?

 

Memória episódica e (ou vs) memória semântica? Memória genérica ou memória esporádica?

 

Memória e emoção: alguma coisa a ver?

 

O que vem a ser memória operacional: memória de curto prazo, de médio prazo ou nada disso?

 





 

Bibliografia

 

BADDELEY, Alan D.  Human Memory : theory and practice (Revised Edition).  Hove, 1997. 423 p.

 

EKUNI, R; VAZ, LJ; BUENO. OFA (2011).  Levels of Processing: the evolution of a framework.  Psychology & Neuroscience, 4(3):333-339.

 

ELKHIONON, Goldberg.  The Wisdom Paradox : How Your Mind Can Grow Stronger As Your Brain Grows Older..  New York, Gothan Boosk, 2005.

 

ROEDIGER, Henry L.; FERGUS; CRAIK, M. (Eds). Varieties of Memory and Consciousness. Essays in Honour of Endel Tulving. Hillsdale: Lawrence Erlbaum Associates, 1989.

 

SANTOS, Flávia Heloisa dos; ANDRADE, Vivian Maria; BUENO, Orlando Francisco Amodeo Bueno.  Neuropsicologia Hoje (1ª. Ed.).  São Paulo : Artmed, 2004.

 

SANTOS, Flávia Heloísa dos; ANDRADE, Vivian Maria; Orlando Francisco Amodeo Bueno.  Neuropsicologia Hoje (2ª. Ed.).  São Paulo : Artmed, 2015.

 

SCHACTER, Daniel L. Searching Memory. The Brain, the Mind and the Past.  Basic Books, 1996.

 

TULVING, E. (1983).  Elements of Episodic Memory. Oxford: Clarendon Press.

 





 

Outras informações relevantes

 

Público alvo: estudantes de pós-graduação matriculados no Programa de Psicobiologia, em outros programas da Unifesp ou em programas de outras instituições ou, ainda, estudantes em período probatório e ouvintes, enquanto houver disponibilidade de vagas. Pré-requisito: ter conhecimento mínimo sobre os temas que serão abordados. Curso obrigatório: não. Curso optativo: sim.

 

Local do curso: Sala de Aula Jandira Masur do Departamento de Psicobiologia - Rua Botucatu 862 Edifício de Ciências Biomédicas 1º. andar Bairro Vila Clementino CEP 04023-062 São Paulo SP Brasil

 





  • Curso
  • Períodos: curso e inscrição
  • Ementa
  • Bibliografia
  • Critérios para Ingresso


Curso: Tratamento e Manuseio de Dados com Software Estatístico R

Responsáveis: MARIA GABRIELA MENEZES DE OLIVEIRA , Marcelo Ventura Freire

Carga horária prática: 0 - Carga horária teórica: 24

Total de Créditos: 2

Período de Inscrição:

De: 8/8/2016 - Até: 12/8/2016


Período do Curso:

De: 6/9/2016 - Até: 29/11/2016

Horários: : De: 15:00hs - Até: 17:00hs

Dia(s): Terça

Local: Sala de Reunião 2



Instalação e utilização dos programas gratuitos R e R Studio e de pacotes do R; rudimentos da linguagem R; princípios de tratamento e manuseio de dados; uso de pacotes do R para realizar o tratamento e manuseio de dados no R.

10 Vagas

Outras informações relevantes

 Não haverá aula no dia 15/11/2016, terça-feira, por ser feriado nacional.

 Este não será um curso nem de introdução à Estatística e nem de análise de dados. Os participantes deverão trazer o próprio laptop (Windows, Linux ou OS X), pois as aulas não serão realizadas em laboratório de informática. Um objetivo secundário desse curso é preparar o equipamento de cada aluno para o trabalho que o aluno vier a desenvolver durante a sua pós-graduação.  O laptop deverá ter capacidade de conexão através de rede sem fio (wifi) da Unifesp, pois os alunos baixarão durante o curso os vários programas open source (RR Studio e demais bibliotecas do R) a serem utilizados no curso.  É aconselhável mas não é pré-requisito que os interessados já tenham um conjunto de dados a ser analisado em suas respectivas monografias, dissertações ou teses.

Conteúdo Programático

 

  1. Princípios de tratamento e manuseio de dados: organização do conjunto de dados para posterior análise estatística;
    1. Importação a partir de um arquivo criado por outros programas; detecção e correção de potenciais erros de digitação, transcrição e manuseio: inconsistências e valores discrepantes; adequação do formato do conjunto de dados e da formatação dos seus dados: os formatos longo e largo para conjunto de dados e a conversão de conjunto de dados de um formato para o outro; transformações de variáveis
    2. Organizando um conjunto de dados; conjunto de dados no Excel: exemplo de planilha de Excel inadequada e principais erros; metainformação implícita ao invés de explícita; variáveis primárias e variáveis derivadas; vetorização das operações vs para evitar loops explícitos
  2. Instalando e rodando o básico:
    1. O programa estatístico R e o ambiente de desenvolvimento integrado (IDE) R Studio
    2. Abas e navegação no R Studio: acessando o help, visualizando gráficos, inspecionando variáveis, histórico de comandos, carregando pacotes
    3. Instalação de pacotes do R através do R Studio: pacotes didáticos swirl e Rcmdr, pacote de importação readxl e pacotes dplyr, tidyr, reshape, reshape2 e lubridate
    4. Procurando e encontrando ajuda online
  3. Rudimentos da linguagem R
    1. tipos de dados: quantitativo, textual, lógico e categórico; estruturas de dados: vetores, lista, matrizes e conjunto de dados; atributos; dados faltantes
    2. operador de atribuição; operadores de extração; indexação nas linhas e colunas: vetores numéricos positivos e negativos, vetores lógicos e vetores textuais; instrução de repetição for; instrução de execução condicional if; funções e operações: executando funções existentes e criando as suas próprias funções
  4. Usando pacotes do R para melhorar o trabalho de manuseio dos dados: lendo/importando/escrevendo dados de/para arquivo, visualização dos dados e da sua estrutura, manuseio das variáveis do conjunto de dados, manuseio das observações do conjunto de dados, convertendo o conjunto de dados entre formatos longo e largo e manuseio de arquivos
  5. Laboratório de uso do R para o manuseio dos conjuntos de dados dos alunos matriculados




Bibliografia

 

P. Spector (2008).  Data Manipulation with R.  Springer.  154 pp.

A. Zuur, E. N. Ieno, & E. Meesters (2009).  A Beginner's Guide to R.  Springer.  220 pp.

R. Womack (2010).  Introduction to Data Manipulation in R.

N. Matloff (2011).  The Art of R Programming.  No Starch Press.  400 pp.

P. Teetor (2011).  R Cookbook.  O'Reilly Media.  438 pp.

J. Verzani (2011).  Getting Started with RStudio.  O'Reilly Media.  98 pp.

J. Adler (2012).  R in a Nutshell: A Desktop Quick Reference.  2nd Edition.  O'Reilly Media.  724 pp.

E. de Jonge & M. van der Loo (2012).  An Introduction to Data Cleaning with R.  Statistics Netherland.  53 pp.

M. van der Loo & E. de Jonge (2012).  Learning RStudio for R Statistical Computing.  Packt Publishing.  126 pp.





ter conhecimento mínimo sobre estatística descritiva e levar um laptop próprio no qual realizar as atividades propostas.

10 vagas oferecidas a estudantes de pós-graduação matriculados no Programa de Psicobiologia, em outros programas da Unifesp ou em programas de outras instituições ou, ainda, estudantes em período probatório e ouvintes, enquamatrdados disponibilidade de vagas.

Outras informações relevantes

 

Não haverá aula no dia 15/11/2016, terça-feira, por ser feriado nacional.

 

Este não será um curso nem de introdução à Estatística e nem de análise de dados. Os participantes deverão trazer o próprio laptop (Windows, Linux ou OS X), pois as aulas não serão realizadas em laboratório de informática. Um objetivo secundário desse curso é preparar o equipamento de cada aluno para o trabalho que o aluno vier a desenvolver durante a sua pós-graduação.  O laptop deverá ter capacidade de conexão através de rede sem fio (wifi) da Unifesp, pois os alunos baixarão durante o curso os vários programas open source (R, R Studio e demais bibliotecas do R) a serem utilizados no curso.  É aconselhável mas não é pré-requisito que os interessados já tenham um conjunto de dados a ser analisado em suas respectivas monografias, dissertações ou teses.





 
 
    Rua Botucatu, 862 - 1o. Andar - Vila Clementino - São Paulo - SP - CEP: 04023062
    Telefone: (011) 2149-0155 / Ramal: (011) 2149-0179 - FAX: (011) 5572-5092
    E-Mail: ppg.psicobiologia@unifesp.br
Departamento de Psicobiologia    
Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP