Login: Senha:

 


 
Relação de Cursos do Programa

 

 

 
  • Curso
  • Períodos: curso e inscrição
  • Ementa
  • Bibliografia
  • Critérios para Ingresso


Curso: Biologia do Sono

Responsáveis: MONICA LEVY ANDERSEN , SERGIO TUFIK

Carga horária prática: 0 - Carga horária teórica: 75

Total de Créditos: 5

Período de Inscrição:

De: 05/12/2013 - Até: 31/01/2014


Período do Curso:

De: 10/02/2014 - Até: 24/03/2014

Horários: : De: 08:00hs - Até: 12:00hs

Dia(s): Segunda,Quarta

Local: Anfiteatro Brasil Tufik



INTRODUÇÃO BIOLOGIA DO SONO

SONO NORMAL

LINHAS DE PESQUISA EM SONO

ONTOGÊNESE

CRONOBIOLOGIA

BASES NEURAIS

FARMACOLOGIA

FISIOLOGIA DO SONO

FISIOLOGIA DO SISTEMA RESPIRATÓRIO

MODELOS ANIMAIS DE DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS DE SONO

PRIVAÇÃO DE SONO

ESTRUTURA DO SONO EM ROEDORES

METABOLISMO

ESTRESSE

COGNIÇÃO

GENÉTICA

PALESTRA

 

*LEMBRETES:

Normas ou Critérios

 

- nota para aprovação de no mínimo 7,0.

- o aluno que não obtiver nota 7,0 na prova do dia dia 28/03/12, poderá fazer uma segunda prova a ser realizada no dia 09/04/2012. não será dada outra oportunidade de provas.

-é necessário aprovação no curso Sono Biologia do Sono (Módulo I) com nota maior ou igual a 7,0 para participar do curso Medicina do Sono (Módulo II).

-aprovação neste curso de sono (módulo 1 e 2) é obrigatório para os alunos da disciplina de medicina e biologia do sono.

- Este curso poderá ser frequentado apenas 2 vezes.





BIBLIOGRAFIA

SERGIO TUFIK. (Org.). Medicina e Biologia do Sono. 1 ed. Barueri SP: Editora Manole Ltda, 2008, v. 1, p.406-415.

 

TUFIK, S; ANDERSEN, ML; PINTO Jr, L. Sono e sonhos. In: Lent R. (Ed). Neurociência da mente e do comportamento. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; p.271-285, 2008.

 

TUFIK, S; GODOI, FRL; ANDERSEN, ML. Mecanismos de alerta e atenção e ciclo vigília-sono. In: Rui Curi e Joaquim Procopio de A. Filho (Ed). Fisiologia Básica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; p.336-342, 2009.

 

TUFIK, S; ANDERSEN, ML; BITTENCOURT, LRA; MELLO, MT. Circadian sleep disorders. International Neurology. Lisak RP; Truong DD; Carrol WM; Bhidayasiri R (Eds). Wiley-Blackwell, 569-570, 2009.

 

American Academy of Sleep Medicine - AASM. International Classification of Sleep Disorders 2nd Edition: Diagnostic and Coding Manual (ICSD-2). Westchester, IL, American Academy of Sleep Medicine, 2005.

 

ANDERSEN, ML; VALLE, AC; IARIA, CT; TUFIK, S. Implantação de eletrodos para o estudo eletrofisiológico do ciclo vigília-sono do rato. 1a Edição, São Paulo, Universidade Federal e São Paulo-UNIFESP/EPM (Editores), 2001, 62p.

 

ANDERSEN, ML; TUFIK, S. Animal models as ethical tools in biomedical research. CLR Balieiro Editores, 2010. v. 1. 563 p. Capítulo: Sleep pattern in rats. p.167-194, 2004.

 

DAL FABBRO, C; CHAVES Jr. CM; TUFIK S. TUFIK. Bases neurais e fisiologia do sono. In: A Odontologia na Medicina do Sono. Dental Press (Ed). São Paulo, p.39-62, 2010





Alunos matriculados em qualquer curso de pós-graduação

 

Normas ou Critérios

 

- nota para aprovação de no mínimo 7,0.

- o aluno que não obtiver nota 7,0 na prova do dia dia 28/03/12, poderá fazer uma segunda prova a ser realizada no dia 09/04/2012. não será dada outra oportunidade de provas.

-é necessário aprovação no curso Sono Biologia do Sono (Módulo I) com nota maior ou igual a 7,0 para participar do curso Medicina do Sono (Módulo II).

-aprovação neste curso de sono (módulo 1 e 2) é obrigatório para os alunos da disciplina de medicina e biologia do sono.





  • Curso
  • Períodos: curso e inscrição
  • Ementa
  • Bibliografia
  • Critérios para Ingresso


Curso: Comunicação Científica

Responsável: SABINE POMPÉIA

Carga horária prática: 0 - Carga horária teórica: 105

Total de Créditos: 7

Período de Inscrição:

De: 02/01/2014 - Até: 07/02/2014


Período do Curso:

De: 11/02/2014 - Até: 03/06/2014

Horários: : De: 09:00hs - Até: 12:00hs

Dia(s): Terça

Local: Jandira Masur



OBJETIVO DO CURSO:

O presente curso tem por objetivo abordar a comunicação de resultados de pesquisas para cientistas, de forma oral (apresentação em congressos, simpósios, cursos, etc.) e escrita (projetos, relatórios, painéis em congressos, manuscritos, respostas a assessores, avaliação como assessor, etc.), com ênfase na redação de artigos científicos.

Aulas:


EMENTA DO PROGRAMA

Aulas:

1. (11/02): Apresentação do curso 

2. (11/03): Introdução:

a. Responsabilidade do pesquisador (artigo no moodle)

b. Falsificação (artigo no moodle)

c. Replicabilidade (artigo no moodle)

d. Quem são os autores? (Autoria - ética). Ver livros 

Bibliografia: Ref. 3 (1 pg. 11-28, 45-51); Ref. 6 pg. 677-694;  

3. (18/03): O texto.

a. Seleção do periódico para publicação; 

b. O título;

c. Resumo;

d. Introdução;

e. Material e métodos;

f. Discussão;

g. Agradecimentos;

h. Como e quando usar abreviações.

Bibliografia: Ref. 2 pg. 1-7; Ref. 3 pg. 29-35, 39-44, 52-74, 206-209; ref. 7 (pedir para Sabine).

4. (25/03): Pesquisa e citação bibliográfica, Tabelas e Figuras.

a. Continuação da última aula

b. Como confeccionar e preparar tabelas, figuras e fotografias.

Bibliografia: Ref. 3 pg. 75-104; ref. 5 pg. 33;

5. (01/04): Como preparar painéis (“posters”), projetos, relatórios, dissertações/tese.

Bibliografia: Ref. 1; pg 211-218; Ref. 2 pg. 64-68; Ref. 3. pg. 173-177, 233-240;

6. (08/04): Publicação de manuscritos 

a. Direitos autorais;

b. Como submeter um manuscrito;

c. O processo de revisão e como lidar com o editor;

d. O processo de publicação e como lidar com as “provas”;

e. Como escrever uma revisão, capítulos de livro, cartas a editores;

f. Fazer uma avaliação como “referee”.

Bibliografia: Ref 3. pg. 107-157.

7. (15/04): Comunicação oral 

Bibliografia: Ref. 1: pg. 45-78; 83-91; 110-152; 209; Ref. 2 pg. 28-34;

8. (22/04): Estatística. 

a. DP e EP.

b. ANOVAs e MANOVAs.

c. Correlações e regressão.

d. Power analysis.

e. “Ockham’s razor”.

Bibliografia:

Ref. 4 pg. 32-33, 35-37, 72-74, 81-82-, 114-137, 146;

http://en.wikipedia.org/wiki/Occam%27s_razor;

9. (20/05): Apresentações orais, entrega de manuscritos re-elaborados e programa de revisão por pares. Cada aluno entregará o manuscrito re-elaborado, que será entregue a um colega para fazer uma avaliação como revisor, seguindo os moldes propostos nas referências 6 e 7. Serão feitas as apresentações orais.

10. (27/05): Continuação de apresentações orais, e entrega de manuscritos avaliados aos autores. Os artigos avaliados deverão ser entregues aos colegas até a vérpera desta aula. Aqueles que o quiserem poderão redigir respostas ao “revisor”. Serão continuadas as apresentações orais e discutidas as dificuldades encontradas na realização dos pareceres dos trabalhos dos colegas.

11. (03/06): Discussão sobre elaboração de parecer e resposta a pareceristas





BIBLIOGRAFIA (livros)  

1. Alley M. The Craft of Scientific Presentations: Critical Steps to succeed and Critical Errors to Avoid. Springer, New York, 2003 (p. 241).

2. Booth V. Communicating in Science: Writing a Scientific Paper and Speaking at Scientific Meetings. 2nd Edition. Cambridge University Press, 1996.

3. Day RA & Gastel B. How to Write and Publish a Scientific Paper, 6th Edition, Westport, Greenwood Press, 2006

4. Doria Filho U. Introdução à bioestatística para simples mortais. 3ª. Edição. São Paulo, Negócio Editora, 2001.

5. Nicol AAM Pexman PM. Displaying your findings. A practical guide for creating figures, posters, and presentations. 3 ed. Washington, American Psychological Association, 2005.

6. Portney LG & Watkins MP. Foundations of Clinical Research application to practice. Norwalk, Appleton & Lange, 1993.

7. Zierger M. Essentials of writing biomedical research papers. 2nd Ed. MacGraw Hill, 2000.





Critérios para ingresso:

Preferência para alunos com dados coletados. Preferência para alunos no final do mestrado ou alunos de doutorado. Favor ler texto sobre a disciplina antes de se matricular, pois envolve muito trabalho em casa!!!

OUTRAS INFORMAÇÕES RELEVANTES

OBJETIVOS GERAIS DA DISCIPLINA 

O presente curso tem por objetivo abordar a comunicação de resultados de pesquisas para cientistas, de forma oral (apresentação em congressos, simpósios, cursos, etc.) e escrita (projetos, relatórios, painéis em congressos, manuscritos, respostas a assessores, avaliação como assessor, etc.), com ênfase na redação de artigos científicos. 





  • Curso
  • Períodos: curso e inscrição
  • Ementa
  • Bibliografia
  • Critérios para Ingresso


Curso: Estatística aplicada à Psicobiologia

Responsáveis: MARIA LUCIA OLIVEIRA DE SOUZA FORMIGONI , ALTAY ALVES LINO DE SOUZA

Carga horária prática: 75 - Carga horária teórica: 75

Total de Créditos: 10

Período de Inscrição:

De: 17/06/2014 - Até: 27/06/2014


Período do Curso:

De: 05/08/2014 - Até: 04/12/2014

Horários: : De: 09:00hs - Até: 12:00hs

Dia(s): Terça,Quinta

Local: Anfiateatro da UDED



OBJETIVOS

Esta disciplina tem por objetivo familiarizar os estudantes de pós-graduação com conceitos básicos e avançados de planejamento de estudos, análise de dados e estatística aplicada. Os, métodos de pesquisa e análise são apresentados permeados por uma visão histórica. O uso dos conceitos estatísticos e suas aplicações são imprescindíveis no planejamento e realização de estudos, assim como na descrição dos resultados de pesquisas e elaboração de artigos científicos. A disciplina se caracteriza pela abrangência dos tópicos abordados e por um enfoque comparativo, abordando modelos de estudos de pesquisa básica, com análise do comportamento de animais e modelos de pesquisa clínica e epidemiológica, com ênfase na área de saúde mental e neurobiologia.

 

EMENTA DO PROGRAMA

- Introdução a análise de dados e conceitos fundamentais: Conceitos de variável e seus tipos. Variável Dependente e Independente. Amostra, população, medidas de tendência central e métodos de coleta de dados. Histórico da estatística e do seu uso nas ciências biológicas.

- Testes Qui-Quadrado, teste T e ANOVA. Uso de testes post hoc para comparações independentes. Teste para medidas repetidas. Conceitos de teste de Hipótese e nível de significância. Correções para múltiplas medidas (Bonferroni).

- Análise Multivariada de variância (MANOVA) – Uso de mais de uma variável independente

(Tratamento). Aplicações dos modelos com base em bancos de dados. Análise “Between Subjects” e testes post hoc. Ajustes dos níveis de significância para os erros tipo I e II com base nos conceitos de Poder Observado e Tamanho do Efeito.

- Modelo Linear Geral (GLM). Aplicações dos testes univariados e multivariados em um contexto linear. Verificação das premissas para o teste e aplicações.

- Análise de Correspondência (ANACOR) para formação de mapas perceptuais com Base em 2 ou mais variáveis categóricas. Conceitos de Inércia, Massa e interpretação do mapa perceptual.

- Análise Fatorial – teste de interdependência para agrupamento de variáveis contínuas. Premissas para o teste. Aplicação para padronização e criação de índices.

- Regressão Linear. Modelos preditivos. Cálculo de estimadores com base no método dos mínimos quadrados. Análise do R quadrados e medidas de multicolinearidade, normalidade e homocedasticidade.

- Regressão Logística. Análise de estimadores com base no método da máxima verossimilhança. Índices Cox e Snell e Nagelkerke. Cálculo das probabilidades de inserção dos indivíduos nos grupos dependentes. Cálculo do OR (Odds Ratio) e sua interpretação e importância na epidemiologia.





Field, A. (2009). Descobrindo a Estatística usando o SPSS. Porto Alegre: Artmed Editora.

 

Hair, J., Anderson, R. E., Tatham, W. C., & Black, A. S. (2005). Análise Multivariada de Dados. Porto Alegre: Bookman.

 

Batista, L. E., Escuder, M. M., & Pereira, J. C. (2004). A cor da morte: causas de óbito segundo características de raça no Estado de São Paulo, 1999 a 2001. Revista de Saúde Pública , 38, 603-636.





REQUISITOS

Não há pré-requisitos





  • Curso
  • Períodos: curso e inscrição
  • Ementa
  • Bibliografia
  • Critérios para Ingresso


Curso: Introdução em análise de polissonografia em adultos

Responsável: LIA RITA AZEREDO BITTENCOURT

Carga horária prática: 0 - Carga horária teórica: 60

Total de Créditos: 4

Período de Inscrição:

De: 05/12/2013 - Até: 31/01/2014


Período do Curso:

De: 14/02/2014 - Até: 11/04/2014

Horários: : De: 09:00hs - Até: 18:00hs

Dia(s): Sexta

Local: Centro de Pesquisa











REQUISITOS: O aluno deverá estar matriculado em qualquer programa de pós-graduação

OUTRAS INFORMAÇÕES RELEVANTES:

O curso aborda principalmente a parte técnica e a análise da polissonografia em adultos. Dessa forma, o aluno da pós-graduação terá contato durante todo o curso com um tecnólogo reconhecido pela Academia Americana de Medicina do Sono e técnicos treinados com a mesma metodologia do setor de pesquisa do Instituto do Sono, além de aulas com a professora responsável pela disciplina e especialistas da área.

Este curso é obrigatório para alunos matriculados na Pós Graduação em Psicobiologia pela Disciplina de Medicina e Biologia do Sono (Doutorado)





  • Curso
  • Períodos: curso e inscrição
  • Ementa
  • Bibliografia
  • Critérios para Ingresso


Curso: Medicina do Sono

Responsáveis: LIA RITA AZEREDO BITTENCOURT , SERGIO TUFIK

Carga horária prática: 0 - Carga horária teórica: 75

Total de Créditos: 5

Período de Inscrição:

De: 05/12/2013 - Até: 31/01/2014


Período do Curso:

De: 02/04/2014 - Até: 07/05/2014

Horários: : De: 08:00hs - Até: 12:00hs

Dia(s): Segunda,Quarta

Local: Anfiteatro Brasil Tufik



Histórico da medicina do Sono

Classificação dos Distúrbios de Sono

Aspectos Técnicos do Laboratório de Sono

Exames diagnósticos no Sono

Epidemiologia dos Distúrbios do Sono

Distúrbios do ritmo e vigília

Distúrbios do sono na criança e adolescência I e II

Insônia: diagnóstico/tratamento Farmacológico

Tratamento não-Farmacológico da Insônia

Sonolência diurna e acidentes

Narcolepsia genética e clínica

Distúrbios respiratórios do sono

Fisiopatogenia, quadro clinico e diagnostico dos Distúrbios Respiratórios do Sono

Conseqüências cardiovasculares da apnéia do sono

Apnéia do sono obstrutiva – Tratamento com Aparelhos de pressão positiva e tratamento geral, aparelhos intra-orais e cirurgias

Distúrbios de movimento – Síndrome de pernas inquietas

Bruxismo

Sono na Mulher

Sono e envelhecimento

Distúrbios do sono em clínica médica

Distúrbios do sono em transtornos mentais

 

Normas ou Critérios

 

- nota para aprovação de no mínimo 7,0.

- o aluno que não obtiver nota 7,0 na prova do dia 03/06/13, poderá fazer uma segunda prova em data a ser definida, não será dada outra oportunidade de provas.

-é necessário aprovação no curso Sono Biologia do Sono (Módulo I) com nota maior ou igual a 7,0 e frequencia acima de 75%, para participar do curso Medicina do Sono (Módulo II).

-aprovação neste curso de sono (módulo 1 e 2) é obrigatório para os alunos da disciplina de medicina e biologia do sono.

- O aluno poderá frequentar este curso apenas 2 vezes.





- Tratado de Medicina e Biologia do Sono – Editor: Sergio Tufik – Editora Manole

- American Academy of Sleep Medicine - AASM. International Classification of Sleep Disorders 2nd Edition: Diagnostic and Coding Manual (ICSD-2). Westchester, IL, American Academy of Sleep Medicine, 2005

- Bittencourt, L.R.A. Diagnóstico e tratamento da Síndrome da Apnéia Obstrutiva do Sono. Guia Prático, 2 edição. São Paulo, Livraria Médica Paulista Editora; 1-100, 2008

-Laboratório do Sono. Editores: Lia Rita Azeredo Bittencourt, Rogerio Santos Silva e Silva Conway

-Sono:aspectos profissionais e suas interfaces na saúde.Editor: MarcoTúlio de Melo





Alunos matriculados em qualquer curso de pós-graduação.

 

Normas ou Critérios

 

- nota para aprovação de no mínimo 7,0.

- o aluno que não obtiver nota 7,0 na prova em 03/06/13 poderá fazer uma segunda prova em data a ser definida, não será dada outra oportunidade de provas.

-é necessário aprovação no curso Sono Biologia do Sono (Módulo I) com nota maior ou igual a 7,0 para participar do curso Medicina do Sono (Módulo II). As inscrições serão efetivadas após aprovação(por frequencia e nota) no curso de Biologia do Sono.

-aprovação neste curso de sono (módulo 1 e 2) é obrigatório para os alunos da disciplina de medicina e biologia do sono.

 





  • Curso
  • Períodos: curso e inscrição
  • Ementa
  • Bibliografia
  • Critérios para Ingresso


Curso: PESQUISAS EM INTERVENÇÕES MENTE-CORPO

Responsáveis: , ELISA HARUMI KOZASA

Carga horária prática: 0 - Carga horária teórica: 60

Total de Créditos: 4

Período de Inscrição:

De: 28/05/2014 - Até: 10/06/2014


Período do Curso:

De: 05/08/2014 - Até: 14/10/2014

Horários: : De: 14:30hs - Até: 17:30hs

Dia(s): Terça

Local: UDED



EMENTA DO PROGRAMA:

3) Conteúdo programático teórico:

Bases das intervenções mente-corpo.

O conceito de mindfulness e  descrição dos principais programas baseados em mindfulness.

Principais intervenções mente-corpo:

-Meditação

-Terapia cognitivo-comportamental

-Yoga

-Tai chi.

Possíveis mecanismos de ação destas intervenções.

Efeitos das intervenções mente-corpo na saúde física e mental.

 

4) Conteúdo programático prático

Meditação: práticas de Shamatha (desenvolvimento de quietude e foco de atenção), Brahmaviharas (bondade amorosa, compaixão, alegria empática e equanimidade).

Yoga: pranayamas básicos.

Práticas informais.





BIBLIOGRAFIA RECOMENDADA

 

Afonso RF, Hachul H, Kozasa EH, Oliveira Dde S, Goto V, Rodrigues D, Tufik S,  Leite JR. Yoga decreases insomnia in postmenopausal women: a randomized clinical  trial. Menopause. 2012 Feb;19(2):186-93.

Baer, R. A. Mindfulness training as a clinical intervention: a conceptual and empirical review. Clinical Psychology: Science and Practice, 2003, 10(2), 125-143.

Bowen, S., & Marlatt, G. A. (2009). Surfing the urge: brief mindfulness-based intervention for college student smokers. Psychology of Addictive Behaviors, 23(4), 666-671.

Brefczynski-lewis JA, Lutz A, Schaefer HS, Levinson DB, Davidson RJ (2007).  Neural correlates of attentional expertise in long-term meditation practioners. Proceedings of the National Academy of Sciences of the United States of America, 104 (27): 11483-88.

Chiesa, A., & Serretti, A. (2010). A systematic review of neurobiological and clinical features of mindfulness meditations. Psychological Medicine, 40, 1239-1252.

Davidson RJ, McEwen BS (2012). Social influences on neuroplasticity: stress and interventions to promote well-being. Nat Neurosci.,15;15(5):689-95.

Danucalov MA, Kozasa EH, Ribas KT, Galduróz JC, Garcia MC, Verreschi IT, Oliveira KC, Romani de Oliveira L, Leite JR (2013). A yoga and compassion meditation program reduces stress in familial caregivers of Alzheimer's disease patients. Evid Based Complement Alternat Med, 2013:513149.

Farb NAS, Segal V, Anderson AK (2013). Mindfulness meditation training alters cortical representations of interoceptive attention. Social, Cognitive & Affective Neuroscience, 8 (1): 15-26.

Hölzel BK, Lazar SW, Gard T, Schuman-Olivier Z, Vago DR, Ott Ulrich.  How does mindfulness meditation work? Proposing mechanisms of action from a conceptual and neural perspective (2011). Perspectives on Psychological Science, 6 (6): 537-59.

Gillespie LD, Robertson MC, Gillespie WJ, Sherrington C, Gates S, Clemson LM, Lamb SE (2012). Interventions for preventing falls in older people living in the community. Cochrane Database Syst Rev, 12;9:CD007146.

Kabat-Zinn, J (1984). An outpatient program in behavioral medicine for chronic pain patients based on the practice of mindfulness meditation: theoretical considerations and preliminary results. Gen Hosp Psychiatry, 4, 33-47.

Kabat-Zinn, J (1990). Full Catastrophe Living: Using the Wisdom of Your Body and Mind to Face Stress, Pain and Ilness: Delta.Kozasa EH, Sato JR, Lacerda SS, Barreiros MAM, Radvany J, Russell TA, Sanches LG, Mello LEAM, Amaro Jr. E (2012). Meditation training increases brain efficiency in an attention task. NeuroImage, 59 (1): 745-9.

Lazar SW, Kerr CE, Wasserman RH, Gray JR, Greve DN, Treadway MT, McGarvey M, Quinn BT, Dusek JA, Benson H, Rauch SL, Moore CI, Fischl B (2005). Meditation experience is associated with increased cortical thickness. Neuroreport, 28;16(17):1893-7.

NCCAM. What is complementary and alternative medicine? Downloaded from http://nccam.nih.gov/health/whatiscam. 2012.

Newberg AB, Iversen J (2003). The neural basis of the complex mental task of

meditation: neurotransmitter and neurochemical considerations. Med Hypotheses, 61(2):282-91.

Sato JR, Kozasa EH, Russell TA, Radvany J, Mello LE, Lacerda SS, Amaro Jr. E (2012). Brain imaging analysis can identify participants under regular mental training. PLoS One, 7 (7): e39832.

Segal, Z.J., Williams, M.G., & Teasdale, J.D. (2002). Mindfulness-based cognitive therapy for depression: A new approach to preventing relapses. New York: Guilford Press

Slagter HA, Lutz A, Greischar LL, Francis AD, Nieuwenhuis S, Davis JM, Davidson RJ  (2007). Mental training affects distribution of limited brain resources. PLoS Biology, 5 (6): e138.

 

 





 

OBJETIVOS GERAIS DA DISCIPLINA:

Geral

Direcionar o aluno para a aquisição do conhecimento sobre as intervenções mente-corpo através de informações teóricas, discussão de artigos científicos, e práticas de algumas intervenções.

 

Específicos

-Orientar o aluno para a busca de conhecimentos necessários ao embasamento teórico que fundamenta as intervenções mente-corpo.

-Trazer conhecimentos sobre processos mentais e respostas fisiológicas.

-Fazer uma introdução  às principais intervenções mente-corpo.

-Apresentar métodos de pesquisa sobre os mecanismos e efeitos das intervenções mente-corpo.

 





  • Curso
  • Períodos: curso e inscrição
  • Ementa
  • Bibliografia
  • Critérios para Ingresso


Curso: Princípios éticos na Pesquisa Científica

Responsáveis: MONICA LEVY ANDERSEN , JOSE CARLOS FERNANDES GALDUROZ

Carga horária prática: 0 - Carga horária teórica: 105

Total de Créditos: 7

Período de Inscrição:

De: 05/12/2013 - Até: 24/01/2014


Período do Curso:

De: 06/02/2014 - Até: 29/05/2014

Horários: : De: 14:00hs - Até: 18:00hs

Dia(s): Quinta

Local: Anfiteatro Brasil Tufik



OBJETIVOS GERAIS DA DISCIPLINA

O objetivo deste curso será apresentar de forma sucinta e objetiva informações a respeito de princípios éticos na condução de pesquisas clínicas bem como no uso apropriado de animais de experimentação na pesquisa biomédica. Os princípios abordados têm o propósito de proporcionar a todos aqueles que realizam pesquisas clínicas e/ou utilizam animais de laboratório. Será ressaltado aspectos históricos da ética na pesquisa e também a validade do animal como objeto de estudo e oferecer orientação e assistência na condução de pesquisa e testes laboratoriais.

EMENTA DO PROGRAMA

Ética

Plágio

Princípios éticos na experimentação animal: conceitos gerais

Experimentação com ratos e camundongo

Eutanásia

Biossegurança e Normas para credenciamento de biotérios

Histórico da experimentação animal no Brasil

Redação de projetos para Comitê de Ética em Pesquisa (UNIFESP)

Biotério

Cuidados e manutenção dos animais de laboratório

Manejo dos animais/Alimentação e hidratação

Saúde dos animais de laboratório

Padronização genética de linhagens modificadas

Uso de técnicas de biologia molecular na experimentação animal

Controle do macro e do microambiente





BIBLIOGRAFIA

Animal models as ethical tools in biomedical research. ANDERSEN, ML; TUFIK, S. CLR Balieiro Editores, São Paulo, 2004.

 

Estresse e suas Interferências. In: Cuidados e Manejo de Animais de Laboratório, Atheneu. VÂNIA GOMES DE MOURA MATTARAIA; VALDEREZ BASTOS VALERO LAPCHIK, GUI MI KO (Eds). Atheneu, São Paulo, 2009.





 

 

 

REQUISITOS
Alunos matriculados em qualquer curso de pós-graduação

 

OUTRAS INFORMAÇÕES RELEVANTES

Disciplina obrigatório para alunos de Pós-graduação do Departamento de Psicobiologia da UNIFESP.





  • Curso
  • Períodos: curso e inscrição
  • Ementa
  • Bibliografia
  • Critérios para Ingresso


Curso: Psicopatologia e Fisiopatologia dos Principais Transtornos Mentais

Responsável: JOSE CARLOS FERNANDES GALDURÓZ

Carga horária prática: 0 - Carga horária teórica: 96

Total de Créditos: 6

Período de Inscrição:

De: 28/05/2014 - Até: 10/06/2014


Período do Curso:

De: 01/09/2014 - Até: 24/09/2014

Horários: : De: 09:00hs - Até: 12:00hs

Dia(s): Segunda,Terça,Quarta

Local: Anfiteatro Brasil Tufik



EMENTA DO PROGRAMA

 

Serão estudados os seguintes transtornos mentais:

 

- Transtornos do humor

- Transtornos da ansiedade

- Transtornos psicóticos

- Transtorno do déficit de atenção e hiperatividade

- Transtornos mentais decorrentes do abuso de drogas psicotrópicas

- Envelhecimento saudável/patológico





BIBLIOGRAFIA  

 

  1. O paciente psiquiátrico. Esboço de psicopatologia fenomenológica. Van Den Berg. Editora PSY, 2012.

 

  1. Curso de psicopatologia. Isaias Paim. Editora Pedagógica e Universitária Ltda, 2010.

 

  1. Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais 5ª edição (DSM V). Artes Médicas, 2014.

 

4. Introdução à fenomenologia existencial. W. Luipjen. Editora Pedagógica e Universitária Ltda., 2002.

 

  1. O que é o envelhecimento para você? Reflexões. CEBRID. 1999.

 

  1. Uma mente inquieta. Kay Jamison. Editora Martins Fontes, 2005.

 

  1. Neurobiologia das doenças mentais. Frederico G. Graeff & Marcos Lira Brandão. Lemos Editora, 2008.

 

  1. Farmacologia. H.P. Rang/ M.M.Dale/ J.M.Ritter. Guanabara Koogan, 2010.

 

  1. Drogas psicotrópicas e seu modo de ação. Frederico Graeff. EPU, 2011.

 

10. Fundamentos de psicofarmacologia. Frederico Graeff. Editora Atheneu, 2012.

 

11. Psicofarmacologia: bases neurocientíficas e aplicações práticas, 3a. edição. Stephen M. Stahl. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2010.

 

12. Cem bilhões de neurônios? Conceitos fundamentais de neurociência, 2a. edição. Lent R. São Paulo: Atheneu; 2010.

 

13. Princípios da Neurociência, 4a. edição. Kandel ER, Schwartz JH, Jessell TM. Barueri: Manole; 2003.

 

14. Artigos científicos atualizados escolhidos durante o curso.





REQUISITOS Alunos matriculados em qualquer curso de pós-graduação

OBJETIVOS GERAIS DA DISCIPLINA

 

Correlacionar os aspectos psicopatológicos e fisiopatológicos dos transtornos mentais.

A disciplina abordará aspectos translacionais da pesquisa científica. Buscará também proporcionar ao aluno da área básica condições de formular pesquisas com futuras aplicações clínicas.





  • Curso
  • Períodos: curso e inscrição
  • Ementa
  • Bibliografia
  • Critérios para Ingresso


Curso: Seminários de Atualização Científica em Abuso de Drogas

Responsáveis: ANA REGINA NOTO FARIA , JOSÉ CARLOS FERNANDES GALDURÓZ

Carga horária prática: 0 - Carga horária teórica: 30

Total de Créditos: 2

Período de Inscrição:

De: 01/07/2014 - Até: 17/07/2014


Período do Curso:

De: 14/08/2014 - Até: 27/11/2014

Horários: : De: 11:00hs - Até: 12:00hs

Dia(s): Quinta

Local: Anfiteatro da UDED



 OBJETIVOS GERAIS DA DISCIPLINA: Promover atualização científica de alunos de pós-graduação, em relação a temas relacionados ao uso indevido de drogas nas áreas de pesquisa básica, clínica e epidemiológica. A disciplina terá também os objetivos secundários de desenvolver habilidade de apresentação de artigos científicos e despertar percepção crítica em relação aos artigos apresentados.

EMENTA DO PROGRAMA:

Apresentação e debates sobre trabalhos científicos recentemente publicados em periódicos indexados internacionalmente, realizada por alunos de pós-graduação sob a supervisão dos orientadores da área, com a participação de alunos de Iniciação Científica.





Trabalhos recentemente publicados nas revistas: Addiction, Alcoholism Clinical and Experimental Research, Drug and Alcohol Dependence, Psychopharmacology, Addictive Behaviors, entre outras de nível equivalente.





Obrigatório para alunos da área de concentração Medicina e Sociologia do Abuso de Drogas.

OUTRAS INFORMAÇÕES RELEVANTES

A disciplina será oferecida no anfiteatro da UDED, 5as de manhã, 11-12:00hs.

Dia 14/08 – apresentação do curso e organização das atividades

Dia 04 e 05/12 – encerramento - SIMESAD

O professor responsável pela disciplina deverá mudar a cada ano, com alternância entre os professores da DIMESAD. Em 2014, estão na coordenação os professores Ana Regina Noto e José Carlos F Galduróz.





 
 
    Rua Botucatu, 862 - 1o. Andar - Vila Clementino - São Paulo - SP - CEP: 04023062
    Telefone: (011) 2149-0155 / Ramal: (011) 2149-0179 - FAX: (011) 5572-5092
    E-Mail: ppg.psicobiologia@unifesp.br
Departamento de Psicobiologia    
Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP